Parlamentar havia acabado de voltar de evento na Lapa quando criminosos a abordaram e fizeram os disparos

Marielle Franco

A vereadora Marielle Franco (Psol) foi assassinada a tiros, na noite desta quarta-feira, no Estácio, Centro do Rio. O motorista, que guiava o carro, também foi morto. Ele ainda não foi identificado. De acordo com as primeiras informações, Marielle voltava de um evento na Rua dos Inválidos, na Lapa, quando um carro parou ao lado do veículo de seu motorista na Rua Joaquim Palhares e dois bandidos dispararam, fugindo em seguida.

Uma terceira pessoa, ainda não identificada, foi baleada no local. PMs do 4º BPM (Praça da Harmonia) e Bombeiros foram acionados para o local. A Delegacia de Homicídios (DH) faz a perícia. Marielle era socióloga e foi eleita Vereadora da Câmara do Rio com 46.502 votos. Se formou pela PUC-Rio e fez mestrado em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Marielle coordenou a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), ao lado do deputado Marcelo Freixo, e decidiu pela militância em direitos humanos após ingressar no pré-vestibular comunitário e perder uma amiga, vítima de bala perdida, num tiroteio entre policiais e traficantes no Complexo da Maré.