A Cedae faz Milagres para tratar o esgoto podre do Rio Guandu, para virar água Potável. Será que os produtos químicos, ou medicamentos, como antibióticos, antiinflamatório, ou anticoncepcional que vem no esgoto é eliminado no tratamento da Cedae?

O saneamento no Brasil é regulamentado pela Lei nº 11.445/2007 que estabelece o Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab).

Essa legislação determina diretrizes para o conjunto de serviços, infraestruturas e instalações de: abastecimento de água potável, coleta e tratamento de esgoto, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais.

A lei existe, mas está difícil de ser aplicada, começando pela Fiscalização do INEA, que permite que empresas continuem trabalhando apesar de poluir os rios que desaguam no Rio Guandu. Só multar não adianta!!

A novela da água com cheiro ruim e turva vai continuar, apesar do esforço da Cedae em eliminar isso. Os governantes do estado deveriam ver de perto a situação calamitosa que se encontra o Rio Guandu, que virou um cemitério com a quantidade de animais mortos que são jogados todos os dias dentro dele.

A espuma química em alguns pontos está esverdeada, parecendo um chiclete de tão gosmenta que é, o cheio é insuportável de podridão. Deveriam pegar o dinheiro desviado da corrupção e aplicarem no saneamento básico de cada município, assim voltaremos a ter um Rio Guandu com água límpida e com vida marinha. 

As fotos e vídeos foram feitas pelo Coordenador Logístico do Pantanal Iguaçuano Edson Monteiro.