StartupRio vai contemplar 10 cidades no edital de inovação e tecnologia

Pandemia da Covid-19 evidencia a importância do fomento à inovação no Brasil

A pandemia do Novo coronavírus, que assolou o mundo, também mostrou que a tecnologia e inovação podem ser fontes de resultados e esperança para a população. E, quem mora nas cidades do interior do estado do Rio e Baixada Fluminense, terá mais tempo para o desenvolvimento de soluções tecnológicas, em qualquer segmento. O programa StartupRio prorrogou as inscrições para o edital da 5ª edição do Programa Startup Rio 2020 – Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro. O novo prazo vai até 29 de maio.

 O edital terá o valor total de R$ 6 milhões e vai contemplar 10 cidades do estado. O programa StartupRio é vinculado à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que nesta edição selecionará até 240 propostas, com fomento da Faperj. O programa  tem o objetivo de promover a cultura de empreendedorismo para transformar o Rio de Janeiro em um polo de referência internacional em tecnologia digital.

Pela primeira vez, além da capital fluminense e das cidades de Petrópolis e Barra Mansa- locais de execução que já haviam sido incluídos na edição anterior do programa – os proponentes poderão selecionar como local de execução as cidades de Macaé, Paracambi, Engenheiro Paulo de Frontin, Campos dos Goytacazes, Mangaratiba, Mesquita, e Nova Iguaçu. Uma iniciativa conjunta da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da FAPERJ.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues, ressaltou a importância do edital para incentivar a cultura da inovação tecnológica no estado.

– O atual cenário de pandemia da Covid-19 é um acontecimento que evidencia a importância do fomento à inovação no Brasil e no mundo. Esse é o momento de união e dedicação total para combater a doença. Estender o prazo das inscrições possibilita que  mais pessoas tenham a oportunidade de mostrar os seus projetos, de modo que continuemos motivando o empreendedorismo, a criatividade e a inovação tecnológica no estado –  pontuou o secretário.

O coordenador-geral do Programa StartupRio, Paulo Espanha, enfatizou o momento delicado que  mundo está passando e alertou que é hora de incentivar a solidariedade e apoio ao próximo, principalmente, no ambiente de negócios:

– Estamos no meio de uma pandemia e com um futuro ainda incerto, por isso, decidimos prorrogar o prazo das inscrições, pois sabemos do potencial transformador da inovação e da criatividade dos nossos empreendedores, não só para o problema atual, mas para soluções que irão impactar positivamente a geração de emprego para as pessoas  em negócios sustentáveis. Por isso,  temos que apoiar os pequenos empreendedores, dando a eles a oportunidade de tirarem suas ideias do papel e, com isso, contribuir para melhorar o ambiente de negócios do Estado. É momento de apoiarmos e desenharmos, desde agora, o futuro que nos aguarda – destacou o coordenador-geral do StartupRio.

Como participar

Os projetos submetidos deverão propor o desenvolvimento de modelo de negócios inovador ou produtos, serviços ou processos inovadores nos seguintes segmentos: Serviços de Internet, Aplicativos para Internet, Tecnologias Sustentáveis, Jogos Eletrônicos e Aplicações da Tecnologia Digital em geral, apoiados no uso de tecnologias habilitadoras como Tecnologia de Registro Distribuído (DLT), inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT) e Realidade estendida (XR).

O prazo para submissão de propostas irá da próxima terça-feira (03/12) até 14 de fevereiro. A execução do programa ocorrerá a partir de meados de até dezembro de 2020.

O tempo total de execução dos projetos será de oito meses, dividido em três fases. Nos primeiros três meses, os selecionados participam do programa Avançado de Formação Empreendedora (PAFE), composto de treinamentos, consultorias, atividades de nivelamento, técnicas de gestão, validação da ideia e elaboração do plano de negócios.

Nas duas fases seguintes, com duração de dois e três meses, respectivamente, os selecionados receberão verba de até R$ 60 mil cada, dividida em duas parcelas de, respectivamente, R$ 20 mil e R$ 40 mil, e terão acesso a mentoria, desenvolvimento de produto, técnicas de vendas e de gestão e construção de produto mínimo viável.

Link para o edital:

http://www.faperj.br/downloads/Edital_N%C2%BA_22_Startup_Rio_2020.pdf

 Sobre o Startup Rio

Atualmente, 46 startups são aceleradas pelo StartupRIO e funcionam gratuitamente no espaço de co-working do programa com mais de 1.000m², no Catete, na Zona Sul. No total, 116 startups já receberam a fomento do Governo do Estado do Rio, em seis anos.

O componente educacional tem a função de apoiar o desenvolvimento dos projetos e de uma cultura empreendedora, de forma dinâmica e completa, utilizando técnicas de ensino modernas e inovadoras especialmente desenhadas pela equipe do Programa para empreendedores.