A Coordenadoria de Imprensa da Prefeitura de Seropédica divulgou nota ontem denunciando que a omissão do Conselho Municipal de Fiscalização da Merenda Escolar de Seropédica (CMFMES) causou um prejuízo de mais de R$ 2,5 milhões aos cofres do município no governo passado. 

De acordo com a Coordenadoria de Imprensa, os repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação foram suspensos em 2016, durante a gestão do ex-prefeito, porque os integrantes do CMFMES não deram, até hoje, parecer sobre a prestação de contas de 2015, referente aos gastos com a aquisição de merenda escolar. 

Ainda segundo a nota oficial, por conta da não prestação de contas os repasses foram suspensos pelo Governo Federal, o que levou o prefeito, Anabal Barbosa, a utilizar recursos da prefeitura para não deixar as 14.499 crianças da rede pública municipal sem a merenda escolar.  

A nota é finalizada com a informação de que uma nova eleição será realizada, ainda sem data definida, para a escolha de novos integrantes do CMFMES, uma vez que o mandato de dois anos dos antigos conselheiros expirou no mês de março.

Faça o seu comentário