Acidente envolveu quatro veículos, dos quais três pegaram fogo

Seis pessoas morreram carbonizadas e sete ficaram feridas após um engavetamento no trecho de São José dos Campos da Rodovia Presidente Dutra, na manhã desta terça-feira (14). Após o acidente, três dos quatro veículos envolvidos pegaram fogo.

A batida aconteceu no km 134 do sentido São Paulo, por volta das 9h40. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o trânsito estava lento devido a um acidente que havia acontecido mais cedo.

O engavetamento

O primeiro veículo da fila dos quatro envolvidos era um caminhão, que reduziu a velocidade ao identificar o acidente à frente. Logo atrás, estava um carro de passeio, que foi prensado pelo ônibus contra o caminhão. Por último, outro carro de passeio não conseguiu frear a tempo e bateu na traseira do ônibus.

Com a colisão, os dois carros, que apresentavam placas de São José dos Campos, e o ônibus, com placa de São Paulo, se incendiaram.

A Polícia Rodoviária Federal emitiu nota sobre o engavetamento que deixou seis vítimas fatais e outras sete feridas na manhã desta terça-feira (14), no trecho de São José dos Campos da Rodovia Presidente Dutra.

A PRF informou que, devido à gravidade do acidente, algumas vítimas foram decapitadas.

Vítimas

De acordo com a PRF, foram registrados seis mortos e sete feridos.

As seis vítimas fatais estavam no primeiro carro, que foi amassado entre o caminhão e o ônibus. Elas morreram carbonizadas.

Seis dos sete feridos estavam no ônibus e um estava no último carro, que bateu na traseira do ônibus. Todos os sete foram socorridos para a Fusam, em Caçapava.

Trânsito

O acidente causou 10 quilômetros de congestionamento na Via Dutra. Após a extinção do fogo, a pista do sentido Rio de Janeiro foi liberada, às 11h. Já as faixas do sentido São Paulo permaneceram interditadas, e o fluxo foi desviado para uma via de acesso lateral.

Por volta das 13h, o trânsito foi totalmente liberado.

Ônibus e carro colidem e pegam fogo (Divulgação/PRF)

Ônibus pegando fogo no trecho de São José dos Campos da Dutra (Divulgação/PRF)