Em sua Homilia o Padre Paulo Sergio faz uma reflexão sobre o Evangelho deste domingo 26 de janeiro.

“Quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram. Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou. Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram. Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo”.

“JESUS CHAMA DISCÍPULOS PARA SEGUI-LO CONTINUAMENTE COMO NOS CHAMA TAMBÉM”

Jesus diz a Pedro e André: “Sigam-me, e eu farei de vocês pescadores de homens.” Ele chama mais dois pescadores, Tiago e João, filhos de Zebedeu, que também aceitam o convite sem demora. Assim, esses quatro homens abandonam seu negócio e se tornam os primeiros discípulos de Jesus por tempo integral. “Sejamos também Pescadores de Homens”.

“Desta mesma forma que Jesus convidou este quatro Apóstolos para o seguirem, Jesus também nos convida.  O imperativo missionário não é uma exclusividade do evangelho de Mateus, mas aparece em todos os evangelhos sinóticos. O chamado de Jesus aos vocacionados que pescavam no mar da Galileia, a Levi na coletoria de imposto, ao cego Bartimeu na entrada de Jericó, ou a qualquer outra pessoa em qualquer outro lugar, não é apenas uma convite ao seguimento, mas é também uma convocação a assumir o projeto do reino e a participar da sua missão. Independentemente da vocação específica de cada vocacionado, o chamado é sempre em vista da missão seja qual for a situação ou lugar do mundo”

O Padre Paulo Sergio faz mais uma reflexão: “Devo Florescer onde Deus me Plantou”

 

Faça o seu comentário