Produção científica posiciona a Embrapa em lugar de destaque em ranking internacional

Segundo lugar entre as instituições científicas governamentais brasileiras e integrante, no ranking mundial, do grupo de cem organizações melhor colocadas no quesito impacto social. Essas são as classificações de destaque obtidas pela Embrapa na edição 2016 do SIR, o Ranking SCImago de Instituições (SCImago Institutions Ranking no nome original em inglês).

A Embrapa está entre as 5.147 instituições integrantes do SIR, sendo uma das 1.203 classificadas como governamental. As outras três categorias do ranking são ensino superior (que reúne universidades e institutos de educação), saúde (com hospitais e centros médicos) e iniciativa privada (empresas de diversas áreas, como farmacêutica e informática, incluindo multinacionais).

A divulgação de informações voltadas para os pares, representada pela publicação de livros e artigos em revistas e periódicos especializados é, em todo o mundo, um dos principais critérios de avaliação da produção científica e de seu impacto. O SIR está entre as ferramentas desenvolvidas com o intuito de mensurar a produção e a divulgação de informações científicas que tem instituições como objeto de avaliação – e não revistas e periódicos como é o mais comum. O ranking é criado com base na visibilidade na web da produção de organismos de pesquisa do mundo todo.

No ranking SIR 2016, a Embrapa ocupa a posição 361 na categoria governamental e, na classificação geral, divide a posição 551 com outras 12 instituições. Em 2009, quando foi divulgado o primeiro SIR, a empresa estava na posição 691 e desde então vem subindo no ranking, ainda que tenha sofrido uma leve queda em relação a 2015, quando chegou à sua melhor colocação, 543, conforme ilustra o gráfico no site do SIR.

No Brasil, a empresa está em 2º lugar entre as 15 instituições governamentais ranqueadas, depois apenas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), conforme mostra a figura abaixo, também copiada do site do SIR (o número entre parênteses indica a posição no ranking geral mundial).

No ranking geral do País, entre os 122 organismos classificados, a empresa ocupa a 13ª posição, à frente, por exemplo, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (INMA). Em primeiro lugar está a USP, seguida, até a 8ª posição, por outras universidades.

Considerando a América Latina, a Embrapa se encontra na 24ª posição geral entre os 206 organismos classificados, estando em 6º lugar na lista de 49 instituições de pesquisa categorizadas como governamentais.

Segundo Abel Laerte Packer, diretor do Programa SciELO / Fapesp e membro do Comitê Assessor Externo da Embrapa Informação Tecnológica, o Ranking de Instituições do Scimago é provavelmente o mais completo em termos de abrangência e dimensões de avaliação do desempenho das instituições que fazem pesquisa científica. “Por isso mesmo, o notável desempenho da Embrapa merece ser celebrado pela direção e funcionários da Embrapa, pelas comunidades de pesquisa e de profissionais de agrárias e pelos brasileiros”, afirma.

Entre as 100 melhores do mundo no quesito impacto social

O SIR é baseado na visibilidade web da produção científica das instituições. Além do ranqueamento por país, por região geográfica e no mundo, ele gera outra classificação, por percentil, em que a amostra é ordenada em grupos de 100, sendo que o 1º percentil determina o 1% menor. Por isso, o SIR adota, para este indicador, uma escala que vai de 0 a 100. As instituições melhor avaliadas são aquelas classificadas nos percentis mais baixos.

Esse sistema é usado para fornecer tanto outro ranking geral das instituições, quanto suas colocações quando se consideram três fatores distintos: pesquisa, inovação e impacto social. Esses três fatores são aferidos por meio de um cálculo complexo que integra oito indicadores específicos para o fator pesquisa, dois para o fator inovação e outros dois para impacto social.

No ranking de impacto social, a Embrapa está entre as instituições do 1º percentil, tendo boas colocações na classificação geral (35º percentil) e, também, nos rankings de pesquisa (27º) e de inovação (48º). Veja aqui.

Mais sobre o SIR – SCImago Institutions Ranking

O SIR é uma das ferramentas de análise de informação científica desenvolvida pelo grupo de pesquisa Scimago, cujos membros pertencem ao Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) e às Universidades de Granada, Alcalá de Henares, Carlos III de Madrid, Extremadura (Espanha), Porto (Portugal), Universidad Nacional de La Plata (Argentina) e Pontifícia Universidade Católica Valparaiso (Chile). É o mesmo grupo responsável pelo portal de avaliação de revistas SCImago Journal and Country Ranking, que inclui o indicador de prestígio científico de revistas SJR.

Segundo os critérios adotados para sua criação, o ranking é constituído a partir de dados coletados anualmente, durante cinco anos, o último sendo dois anos antes da data de sua divulgação. Ou seja, o ranking 2016 é resultado das aferições feitas entre 2010 e 2014.

Integram o SIR instituições acadêmicas e de pesquisa que, no último ano de aferição, tiveram ao menos 100 trabalhos incluídos na SCOPUS, a maior base internacional de indexação de literatura científica revisada por pares.

The following two tabs change content below.

Luiz Calderini

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Comentários