Um bonde de traficantes do ‘Complexo da Penha’ foi interceptado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma abordagem na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Todos estavam armados e levavam drogas para uma comunidade de Queimados. O caso aconteceu no início da noite de sexta-feira (16).

Equipes da PRF faziam patrulhamento na rodovia, na pista sentido São Paulo, quando desconfiaram de homens que estavam num Versa e resolveram abordá-los. Ao darem ordem de parada a um Corolla que vinha logo em seguida, os ocupantes do carro começaram a atirar contra os policiais.

Pessoas que estavam num ônibus que passava pela via foram atingidas pelos disparos. O motorista do coletivo foi baleado e faleceu no local. Os policiais reagiram, mas os bandidos conseguiram fugir. As vítimas foram socorridas para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu.

No primeiro carro abordado, foram encontradas cinco pistolas, além de centenas de trouxinhas de maconha e papelotes de cocaína. Cinco homens foram presos e disseram que seguiam para o morro da Caixa d’Água, em Queimados. Eles teriam saído da Vila Cruzeiro, no ‘Complexo da Penha’, Zona Norte do Rio, e estariam levando armas e drogas para a comunidade da Baixada Fluminense.

Pouco depois, o Corolla foi encontrado abandonado no bairro Ambaí, em Nova Iguaçu. O corpo de um homem baleado estava no interior do veículo. Ele estava com colete e acessórios policiais. Também havia carregadores de fuzil AK-47 e pistola.

O morto seria um dos autores do latrocínio que vitimou um policial militar. O caso ocorreu em junho deste ano. A mãe do policial infartou e faleceu ao reconhecer o filho morto no local do crime, em Gramacho, Duque de Caxias.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada para realizar a perícia. Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados para a 52ª DP (Nova Iguaçu), onde o caso foi registrado.

Fonte: PRF

Faça o seu comentário