PRF inicia operação no feriadão em rodovias federais do RJ

Ponte e Dutra terão reforço no policiamento; corporação vai atuar com mais de 2 mil viaturas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou hoje (20) uma operação especial para o feriado de Tiradentes, com reforço no policiamento ostensivo e preventivo nas rodovias federais do Rio de Janeiro. A operação vai até as 23h59 do próximo domingo (23), também feriado no Rio em homenagem a São Jorge.

Neste período, policiais rodoviários federais concentrarão a fiscalização em locais e horários de maior incidência de acidentes e crimes, de acordo com estatísticas do órgão. Segundo a PRF, entre a quinta-feira que antecede o feriado e o domingo observa-se um aumento significativo no fluxo de veículos nas rodovias federais, incluindo ônibus e veículos de carga. Isso contribui para o aumento da violência no trânsito, provocando crescimento no número de acidentes graves, feridos e mortos.

A PRF contará com 2.047 viaturas, 928 motocicletas, 2.714 aparelhos de etilômetro, também conhecido como bafômetro, e 203 radares portáteis. A PRF também fará fiscalizações de motocicletas, com foco nas infrações que potencializam a ocorrência de acidentes e sua gravidade, como uso e regularidade do capacete, equipamentos obrigatórios, sistema de iluminação e habilitação.

 

No Rio de Janeiro, haverá reforço do policiamento nos trechos com maior movimento, como as rodovias Niterói-Manilha (BR-101), Rio-Santos (BR-101) e Ponte Rio-Niterói (BR-101). Além dessas, a Presidente Dutra (BR-116), Washington Luiz (BR-040), Rio-Teresópolis (BR-116), rodovia Lúcio Meira (BR-393), a BR-101 Norte (Campos-Macaé) e a BR-356 também terão ações de policiamento preventivo para redução dos acidentes.

Segundo o órgão, durante o feriado da Semana Santa, foram contabilizados 60 mil flagrantes de excesso de velocidade. Mais 5,8 mil motoristas foram autuados por ultrapassar em locais proibidos. De acordo com a polícia, acidentes envolvendo excesso de velocidade e ultrapassagem indevida têm altos índices de letalidade.

Aproximadamente 40% das mortes registradas durante o último feriadão ocorreram no último dia de operação, isto é, no domingo. Por conta disso, a PRF considera o último dia deste feriado como o mais crítico e orienta para que os usuários não deixem para viajar de última hora, dirijam descansados e, se possível, evitem os horários de maior fluxo.

 
The following two tabs change content below.

Luiz Calderini

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Comentários