Foi realizado nesta quinta-feira (22), a conclusão do Plano Estratégico do Turismo da Baixada Verde, o evento foi no auditório da Associação Brasileira de Agências de Viagens do RJ.

Baixada Verde, será a futura denominação da Baixada Fluminense. O novo nome é fruto de uma iniciativa da Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro e que passará a constar dos guias turísticos oficiais, impressos e digitais. O objetivo é destacar recente estudo realizado pelo governo estadual, que constatou que a região metropolitana mantém 36,27% de seu território verde conservado. Do total, 10,96%, cerca de um terço, estão localizados nos 13 municípios que integram a Baixada Fluminense, onde o município de Seropédica faz parte. Essa denominação gera mais visibilidade para posicionar o local no cenário do turismo estadual de forma renovada, uma vez que lá são encontrados parques, reservas ambientais e estações ecológicas com forte potencial turístico.

O Subsecretario de Comunicação Turismo e Eventos da Prefeitura de Seropédica, Samuel Barbosa, e, o Vice-Prefeito Amaurildo Soares, estiveram presentes participando da entrega do planejamento: “Seropédica tem uma imensa área de turismo a ser explorada, tanto da área verde, rio, lagoas, quando na parte histórica do município”. Destaca Samuel.

A elaboração deste projeto foi entre a Secretaria de Estado de Turismo e o Sebrae-RJ acertaram uma parceria e criaram o Plano Estratégico do Turismo da Baixada Verde.
Nilo Sergio Felix, secretário de estado de Turismo do Rio de Janeiro, explica que o Planejamento Estratégico da Região Turística da Baixada Verde definiu cinco eixos estratégicos e 61 ações. O Secretário cita, ainda, outros pontos positivos para o desenvolvimento do segmento turístico na região.

“A Baixada Verde fica localizada no faixa central das regiões Costa Verde e Serra Verde Imperial, criando um importante corredor rico em Mata Atlântica. Além disso, a região é cortada por importantes rodovias e há proximidade entre seus municípios. A boa infraestrutura hoteleira e o grande número de agências de turismo aptas a dar suporte aos viajantes também são fundamentais para o desenvolvimento da atividade”. Comemora Nilo.

O processo de planejamento de uma região turística aumenta as chances de reconhecimento, já que o trabalho tem como objetivos reconhecer problemas futuros, identificar maneiras de explorar as oportunidades de mercado, agilizar decisões e facilitar a criação de mecanismos de avaliação. O estudo, que demorou cerca de dois meses, foi realizado nos dez municípios que compõem a Baixada Verde: Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti e Seropédica.

Comte Bittencourt, deputado estadual e vice-presidente da Comissão de Turismo da Alerj destacou o trabalho incansável da Setur-RJ para todas as regiões turísticas do Estado. “A Secretaria de Estado de Turismo está conseguindo trabalhar com escassos recursos em prol do turismo do Estado, sabedora da importância da atividade como importante geradora de recursos e empregos”.

Para a conclusão do trabalho foram realizadas várias etapas como oficinas de planejamento estratégico. Entre os temas destacados durante esses encontros estão o percentual de território verde (turismo de natureza, rural e de aventura), hospitalidade, espaços gastronômicos, eventos, circuito entre regiões e patrimônio histórico. Também foram assuntos de debate o despertar da população para a importância do turismo e a criação de plataformas digitais.

Evandro Peçanha, diretor de Desenvolvimento do Sebrae-RJ, destacou o grande potencial que a Baixada tem para fomentar e o quanto o trabalho entregue irá contribuir. “Estamos entregando um trabalho detalhado, abrangente, um dos melhores planos estratégicos em que o Sebrae-RJ já esteve envolvido. Agora o trabalho é para a frente, pois serão necessárias políticas públicas e capacitação para que seja dado prosseguimento ao desenvolvimento do turismo na região”.

Participaram ainda da cerimônia do lançamento Teresa Cristina Fritsch, presidente da Abav-RJ; Paulo Senise, presidente da TurisRio; Deputado Comte Bittencourt, Vice-presidente da Comissão de Turismo da Alerj e Evandro Peçanha, diretor de Desenvolvimento do Sebrae-RJ. Ao final do evento todos os secretários de turismo das cidades da Baixada receberam um exemplar do Plano Estratégico, um mapa com as diretrizes e um CD. Foi distribuído, também, um folheto turístico da Baixada Verde que poderá ser usado em feiras e eventos direcionados ao segmento turístico.

O Seropédica online esteve presente e apoia esta iniciativa de fazer de Seropédica um Polo Turístico para geração de empregos e renda.

 

Faça o seu comentário