Por ocasião das comemorações alusivas ao Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde e o do Agente de Combate as Endemias, data celebrada oficialmente nesta sexta-feira, 4, o Prefeito Anabal Barbosa de Souza aproveita a ocasião para parabenizar todos os profissionais de ambas as categorias, que têm prestado um serviço de grande relevância a população de Seropédica.

O agente comunitário de saúde é um profissional que faz a ligação entre a comunidade e as unidades de saúde do município.

A criação dos ACS tem sua origem no estado do Ceará quando foram criados em 1987. Na época, o objetivo era reduzir a mortalidade infantil, dar uma alternativa de trabalho às mulheres e, principalmenteestender o direito à saúde a todos os cidadãos daquele estado.

Rapidamente, o governo federal incorporou a ideia ao Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), em 1991.

Segundo a Política Nacional de Atenção Básica, são algumas atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde o trabalho de registro de famílias de uma micro área, com a responsabilidade da atualização dos cadastros; orientação às famílias quanto a utilização dos serviços de saúde disponíveis; realização de atividades programadas e de atenção à demanda espontânea; acompanhamento, por meio de visita domiciliar, todas as famílias e indivíduos sob sua responsabilidade, sendo as visitas programadas em conjunto com a equipe, considerando os critérios de risco e vulnerabilidade de modo que famílias com maior necessidade sejam visitadas mais vezes, mantendo como referência a média de uma visita por família a cada mês, entre outras atribuições.

Já os Agentes de Combate às Endemias, são os profissionais que promovem o vistoriamento de residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos endêmicos, realizando inspeção cuidadosa em caixas d’água, calhas e telhados, aplicando larvicidas e inseticidas. Eles também orientam quanto a prevenção e tratamento de doenças infecciosas, atividades fundamentais para prevenir e controlar doenças como dengue, chagas, leishmaniose e malária.

 

 

Faça o seu comentário