Batalhões operacionais estreitam relações com a sociedade

Com 208 anos de existência, comemorados este mês, a Polícia Militar do Rio de Janeiro tem investido em tecnologia e na formação de pessoal. Em entrevista ao D.O. Notícias, o coronel Wolney Santos, comandante da corporação, destaca os projetos da instituição.


D.O. Notícias – Quais os projetos da corporação para este ano?

Coronel Wolney Santos – Vamos estimular projetos que visem à modernização, aos avanços técnicos, tecnológicos, de conhecimento e, principalmente, de valorização do policial militar. Somente através de programas continuados de capacitação e com investimentos na formação de pessoal teremos uma tropa mais aperfeiçoada e bem preparada tática, física e psicologicamente, para proteger a sociedade fluminense. Incrementar os projetos que já existem é primordial para colhermos bons frutos futuramente.

D.O. Notícias – Como a PM tem utilizado as tecnologias, tanto para Inteligência quanto para ter canais de comunicação com a população?

Coronel Wolney – A Polícia Militar está, cada dia mais, ao lado da população, ouvindo, explicando, dando prosseguimento às ações e tomando providências para atender a todas as demandas. Para tanto, os batalhões operacionais estreitam relações com a comunidade através de reuniões mensais dos Conselhos Comunitários de Segurança. Quanto ao uso de tecnologia, a modernidade da comunicação na atualidade facilita a dinâmica prática da Polícia de Proximidade, com o uso das redes sociais e de aplicativos como o WhatsApp, que promovem agilidade no diálogo entre a Polícia Militar e os cidadãos. As iniciativas de interlocução com a população, somadas a outros recursos, acredito, podem e devem ser a forma mais eficaz, em curto e médio prazos, para promover a sensação
de segurança.


D.O. Notícias – Há planos para uma integração ainda maior com a Polícia Civil?

Coronel Wolney – Fizemos a Operação Integração no início de maio, focando nos roubos de rua e de veículos. Obtivemos bons resultados e pretendemos continuar com essa parceria.

Fonte: MTB

 

Faça o seu comentário