Apesar do alto numero de casos de covid-19 no Rio, houve vários registros de aglomeração em diversos pontos da cidade

Nesta quarta-feira (30/12), antevéspera do réveillon, a Polícia Militar dispersou festas irregulares com aglomerações em vários pontos do Rio. Em Ipanema, uma multidão se reuniu nas areias sem máscara e chamou atenção de quem passava pelo local. Em Santa Teresa, um major do Corpo de Bombeiros tentou impedir o trabalho dos policiais e foi detido.

A Praia de Ipanema ficou cheia na noite desta quarta, com pessoas bebendo e dançando sem preocupações com aglomeração e sem máscara. No começo da madrugada de quinta-feira (31/12), a Polícia Militar interveio. Porém, mesmo assim, muitas pessoas continuaram na areia e no calçadão. Nas areias ficaram garrafas de vidro, plástico e sujeira. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra a aglomeração, que foi interrompida pelo trabalho da PM:

Bombeiro detido

Em Santa Teresa, mais uma aglomeração foi interrompida. Uma festa com muita gente, música alta e sem preocupação com distanciamento social ou uso de máscaras terminou com a chegada da PM. Um major do Corpo de Bombeiros tentou impedir o trabalho dos agentes e acabou sendo detido.

Aglomerações por todo o Rio

Os registros de aglomerações foram espalhados pelo Rio. Cenas de aglomerações foram vistas na Região dos Lagos. Em Cabo Frio, uma multidão tomou conta do calçadão da Praia do Forte. Em Búzios, muita gente se reuniu na rua no centro da cidade com poucas pessoas usando máscara. Nos bares da Lapa e da Zona Sul, muitos frequentadores não respeitavam as medidas de distanciamento. Na Barra da Tijuca, moradores registraram uma multidão na rua.

Na comunidade da Cidade Alta, em Cordovil, na Zona Norte do Rio, moradores denunciam uma grande festa desde o começo da noite de quarta. Eles afirmam que o desrespeito às regras de distanciamento social se repete há várias noites.

Fonte: Diário do Rio

Praias serão fechadas no Rio durante o Ano Novo para evitar aglomerações - Daniel Castelo Branco

Proibições na orla do Rio para o Réveillon começam a valer