O material foi encontrado principalmente por policiais do Batalhão de Operações com Cães (BAC) em uma casa no interior da comunidade. Ação trouxe intenso tiroteio à favelas do complexo e teve quatro presos e dois feridos

Cerca de duas toneladas de drogas foram apreendidas na tarde deste sábado no Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio, durante uma operação do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar. Grande parte do material foi encontrado por policiais do Batalhão de Operações com Cães (BAC) em uma casa no interior da comunidade.

Na ação do BAC que apreendeu a droga, os agentes também encontraram um fuzil e uma granada. Até o momento, foram apreendidas pela operação três fuzis e ao menos uma granada em todas as comunidades da Penha.
Quatro pessoas foram presas e outras duas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. A Polícia Militar não informou ainda o nome dos suspeitos presos e nem o motivo das prisões. As informações do Disque Denúncia ajudaram no caso.
A identidade dos baleados também não foi divulgada e o estado de saúde deles é desconhecido. A ocorrência está sendo registrada na 22ª DP (Penha).

Galeria de Fotos

Fuzil apreendido no Complexo da PenhaDIVULGAÇÃO

Fuzis apreendidos, além de drogas, no Complexo da Penha. Duas pessoas foram baleadasDIVULGAÇÃO

Fuzil apreendido no Complexo da PenhaDIVULGAÇÃO

Mais de uma tonelada de drogas foi apreendida no Complexo da PenhaREPRODUÇÃO VÍDEO / DIVULGAÇÃO

A PM informou que atua o Bope atua na Vila Cruzeiro, enquanto policiais do Batalhão de Choque participam da operação nos morros da Fé e do Sereno. Moradores do complexo de favelas têm relatado, desde as primeiras horas da manhã, tiroteios em áreas da Penha, como Grotão, Aimoré e nos morros do Sereno e da Caixa d’água.
“Clima tenso no Complexo da Penha desde às 5h50 da manhã de hoje”, disse uma pessoa no Twitter. “Vila Cruzeiro não tem um minuto de paz”, relatou outra moradora na rede social.
Além dos batalhões do COE, também participam da ação outras UPPs da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) e do 1º Comando de Policiamento de Área (CPA).

Faça o seu comentário