Em 2020 celebramos o Jubileu de 800 anos da vocação franciscana deste santo tão querido no mundo de língua portuguesa, cujo dia é o próximo dia 13 de junho

OPapa Francisco enviou uma mensagem ao ministro-geral da Ordem dos Frades Menores Conventuais por ocasião dos 800 anos da vocação franciscana de Santo Antônio de Lisboa e de Pádua, convidando todos os católicos a imitarem a vida deste santo nascido em Portugal em torno de 1195 e falecido na Itália em 1231, com apenas 35 anos de idade.A carta foi divulgada pelo Vatican News e destaca a paixão do frade pela verdade e pela justiça, bem como o seu exemplo em enfrentar “as dificuldades das famílias, dos pobres e dos desfavorecidos”.

A mensagem, especialmente dirigida aos “religiosos e devotos franciscanos de Santo Antônio espalhados pelo mundo”, incentiva a “experimentar a mesma santa inquietação que o levou pelas estradas do mundo a testemunhar, com palavras e obras, o amor de Deus”, pois a vida deste “santo antigo, mas tão moderno” pode “suscitar um generoso compromisso de doação, em sinal de fraternidade”. Francisco acrescenta:

“É necessário ver o Senhor no rosto de cada irmão e irmã, oferecendo a todos consolação, esperança e a possibilidade de encontrar a Palavra de Deus, na qual ancorar a própria vida”.

Trajetória intensa em apenas 35 anos de vida

O Papa repassa alguns marcos da trajetória de Santo Antônio, que, há 800 anos, ao saber do martírio de cinco franciscanos no Marrocos por causa da fé cristã, decidiu “transformar a sua vida” e partiu numa peregrinação que simbolizava “o seu próprio caminho espiritual de conversão”. Determinado a viver o Evangelho seguindo o mesmo caminho dos franciscanos martirizados, ele foi para o Marrocos e, de lá, seguiu para a Itália, onde sofreu um naufrágio – “tal como acontece hoje com tantos dos nossos irmãos e irmãs”.

Por “desígnio providencial de Deus”, o jovem português acabou encontrando Francisco de Assis. Nascido Fernando Martins de Bulhões, o lisboeta adotou posteriormente o nome religioso de Antônio. Ele foi ordenado sacerdote aos 25 anos e partiu deste mundo apenas dez anos depois.

O ano de 2020, que marca o seu Jubileu de 800 anos como franciscano, está sendo particularmente celebrado em seu Portugal de origem.