Na madrugada desta segunda-feira 23 de novembro, houve mais um acidente na saída da ponte sobre a Linha Férrea em Seropédica.

Até quando o DNIT vai ficar inerte sobre a reforma da antiga Estrada Rio São Paulo (BR465), que tem trazido tantos prejuízos para quem trafega por esta importante rodovia.

São obras que iniciam e não terminam, promessas vazias, que colocam a vida das pessoas em risco, como vem acontecendo em vários locais desta estrada. Em vez de obras bem-feitas com o dinheiro de nossos impostos, criam armadilhas. 

Nesta madrugada um caminhoneiro colidiu no Guard Rail que fizeram na saída da Ponte Sobre a Linha Férrea em Seropédica. O local é escuro, mal sinalizado, não havendo redutores de velocidade para evitar este tipo de acidente. O espaço encima da ponte além de pôr em risco a vida dos motoristas, coloca em risco a vida dos transeuntes que são obrigados a disputar espaço com os veículos.  

São várias armadilhas criadas pelo DNIT que tem dado prejuízos aos motoristas, um deles são os Tachões que colocaram para divisória de pista, que também já provocou vários acidentes, rasgando pneus, quebrando suspensão dos veículos, dando tombo em motociclistas. A pouco tempo atrás um motociclista se acidentou no km 52 causando sua morte, e até hoje não se sabe o que causou o tombo levando a bater a cabeça no Tachão. 

No acidente de hoje a carreta ao bater no Guard Rail rasgou pneus, amassou para-choque, amassou a cabine, deu danos mecânicos, provavelmente no motor cambio e suspensão. Alguma coisa tem de ser feita com urgência para evitar uma catástrofe maior.

Contribuiu com fotos e vídeos: Marcello Cotta