Foi com um auditório lotado e presença de diversas autoridades que os 36 membros do Comitê Guandu-RJ tomaram posse nesta quinta-feira (14) na Câmara de Vereadores de Seropédica. A nova composição, dividida em três segmentos (usuários de água, sociedade civil organizada e poder público) tem a responsabilidade de gerir a bacia que abastece mais de 12 milhões de pessoas na região metropolitana nos próximos dois anos.

O Engenheiro Nelson Reis, que foi empossado no segmento Sociedade Civil, representando a Assembleia Permanente das Entidades do Meio Ambiente (APEDEMA), destacou qual a grande missão dos novos representantes: “Fazer a consolidação das ações que possibilitem na prática as melhorias das quantidades e qualidades das águas brutas de nossa região hidrográfica”, explicou.

Em cerimônia solene, os novos membros participaram da primeira reunião ordinária da planária do Comitê, que teve ainda em sua pauta, a assinatura dos Secretários Municipais de Meio Ambiente de Vassouras, Paulo de Frontin e Mendes, cidades que receberão a ampliação do PAF, o projeto “Produtores de Água e Floresta”, que alia conservação, reflorestamento, reeducação ambiental e geração de renda através do pagamento por serviços ambientais (PSA). O projeto já recuperou mais 500 hectares de mata atlântica em Rio Claro/RJ, e resultou na conservação de mails de 4 mil hectares, além de distribuir quase 300 mil reais aos produtores locais, gerando renda e sustentabilidade. A meta dessa nova fase do projeto é conservar mais mil hectares e recuperar 50, na sub-bacia de Sacra Família. Com o convenio assinado, a próxima fase é a mobilização dos produtores locais.

Imediatamente após a reunião ordinária, iniciou-se a reunião extraordinária do Comitê, que elegeu a nova diretoria. Após muitas discussões ocorridas até antes das plenárias, decidiu-se que cada segmento iria escolher seus dois representantes na diretoria, preenchendo assim as seis vagas.

Por unanimidade, foram eleitos para comandar o Comitê no próximo biênio:

Paulo de Tarso (FIRJAN) e Julio César Antunes (CEDAE) pelo segmento Usuários; Professor João Bosco (UEZO) e o Engenheiro Nelson Reis (APEDEMA) pelo segmento Sociedade Civil Organizada e; Lívia Soalheiro (SEAS) e Andréa Loureiro (P.M. Queimados) pelo segmento poder público. Entre os pares da nova diretoria foi indicado Paulo de Tarso (FIRJAN) para diretor geral e Andréa Loureiro (P.M. Queimados) para diretora executiva. A plenária referendou e aprovou por unanimidade, decidindo então, a nova composição da diretoria. Segundo o Engenheiro Nelson Reis, que solicitou ficar à frente da Comunicação do Comitê, a nova diretoria traz consigo “uma posição da sociedade civil de 34 itens apontados em reunião do segmento, cuja ata foi no comitê protocolada. Os itens foram citados como aceitos pelos que leram, inclusive o Júlio Antunes, ex-diretor geral e integrante da nova diretoria”. A intenção e colocar todos esses itens em prática.

A nova composição já tem vários desafios como operacionalizar o Plano Estratégico de Recursos Hídricos, seguir com a implantação do projeto Saneamento Rural, e dar continuidade a projetos como o PAF – produtores de Água e Floresta.

Novos membros titulares do Comitê Guandu-RJ

Usuários:

  • Sistema Guandu de Abastecimento (CEDAE) – Mayná Coutinho Moraes;
  • CEDAE Saneamento – Julio Cesar Oliveira Antunes;
  • Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – FIRJAN Paulo de Tarso de Lima Pimenta;
  • Ternium Brasil – Mariana de Paula;
  • Fábrica Carioca de Catalisadores (FCC) – Celso Rodrigues da Silva Junior;
  • NUCLEP – Viviane Montebello Carvalhosa;
  • Refinaria Duque de Caxias (REDUC) – Diego Botelho Ruas;
  • CK Paracambi Energia (PCH Paracambi) – Janaina Vettorazzi;
  • Lajes Energia – José Gomes Barbosa Junior;
  • LIGHT Energia – Camila Azevedo de Souza;
  • Sindicato dos Mineradores de Areia do Estado do Rio de Janeiro – SIMARJ – Reginaldo Lúcio Gonzalez.

Sociedade Civil:

  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – Karine Bueno Vargas;
  • Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (UEZO) – João Bosco de Salles;
  • Faeterj-Paracambi – Franziska Huber;
  • Assembleia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente (APEDEMA-RJ) – Nelson Rodrigues dos Reis Filho;
  • TNC – The Nature Conservancy – Hendrik Mansur;
  • Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Saneamento Básico e Meio Ambiente do Rio de Janeiro e Região (SINTSAMA/RJ) – Jaime Henrique Nascimento dos Santos;
  • Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) – José Luiz Governo;
  • OMA-Brasil – José Paulo Soares de Azevedo;
  • Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS/RJ) – Décio Tubbs;
  • Federação das Associações de Moradores do Município do Rio de Janeiro (FAM/RIO) – Wladimir Leandro Barbosa Loureiro;
  • Instituto Ambiental Conserv. 5º Elemento – Aníria Izabel dos Santos Barcia.

Poder Público: 

  • Prefeitura Municipal de Queimados – Andreia Loureiro;
  • Prefeitura Municipal de Japeri – Paulo Garcia da Silva;
  • Prefeitura Municipal de Rio Claro – Evandro da Silva Batista;
  • Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu – Hélio Vanderlei Coelho Filho;
  • Prefeitura Municipal de Paracambi – Zulmira Helena Fernandes Xavier Izolani;
  • Prefeitura Municipal de Piraí – Amisterdan Ribeiro Cristo;
  • SEA – Secretaria Estadual do Meio Ambiente – Lívia Soalheiro e Romano;
  • Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio de Janeiro (ITERJ) – Leonardo da Costa Lopes;
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro – PESAGRO- RIO/CEPAO – Mariluci Sudo Martelleto;
  • INEA – Silvia Marie Ikemoto;
  • CREA-RJ – Uiara Martins de Carvalho.

Nova diretoria do Comitê Guandu-RJ:

 Diretor Geral: FIRJAN – Paulo de Tarso

Diretor Executivo: P.M Queimados – Andréa Loureiro

Diretor: APEDEMA – Nelson Reis

Diretor: SEAS – Lívia Soalheiro

Diretor: UEZO – João Bosco

Diretor: CEDAE – Julio Cesar Antunes.

Nova diretoria é empossada. Esquerda para direita Julio Cesar, Nelson Reis, Livia Soalheiro, Paulo de Tarso, Andréa Loureiro e, João Bosco
Susb-secretári o e secretários municipais posam ao lado do ex diretor geral do Comitê, Julio Cesar Antunes

Faça o seu comentário