Candidato ao governo do estado pelo PRP descumpriu norma que exige que propaganda eleitoral na internet use provedor nacional

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) no Rio de Janeiro propôs ação contra o candidato a governador Anthony Garotinho (PRP) por propaganda eleitoral irregular na internet. A PRE pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) que multe o político em mais de R$ 5 mil por descumprir a determinação legal de que a propaganda eleitoral na internet use provedor no Brasil.

Na ação, o procurador regional eleitoral substituto Maurício da Rocha Ribeiro relatou que a equipe de fiscalização do TRE detectou que o blog do candidato estava hospedado num provedor de internet americano, o que viola a legislação eleitoral.

“Ainda que se admita a possibilidade de que uma parte dessa cadeia seja estrangeira, é preciso, conforme a Lei do Marco Civil da Internet, que o serviço respectivo seja cadastrado no ente nacional responsável pela distribuição de endereços IP geograficamente referentes ao País”, afirmou o procurador regional eleitoral auxiliar. “A finalidade da previsão da Lei Eleitoral é tão somente fazer com que eventuais decisões judiciais relacionadas aos sites de candidatos possam ser imediatamente cumpridas. Para tanto, basta o provedor estar sediado no país.”

Procurado, Garotinho disse, através de sua assessoria, que: “Esse é mais um indício de perseguição à minha candidatura. Trata-se de um ataque incessante. Só não vê quem não quer ou quem tem má vontade”. 
Fonte: O DIA

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Faça o seu comentário