A Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, registrou em agosto número recorde de empresas abertas no Estado do Rio de Janeiro nos últimos 10 anos. No total, foram contabilizados 6.036 novos negócios, o que representa um aumento de 23% em relação ao mesmo mês em 2019 (4.902 novas empresas).

Historicamente, agosto é o mês com maiores números de aberturas de empresas. Em um levantamento feito dos últimos 20 anos, apenas o ano de 2009 (7.676 empresas constituídas) superou a marca de 2020.

A Jucerja já vinha registrando um aumento gradual no número de aberturas desde o início da pandemia do novo coronavírus. O pior mês foi abril, com 1.081. Em maio, o número subiu para 2.171, chegando a 3.372 em junho. No mês de julho, foram contabilizadas 5.248 novas constituições.

“O número é um reflexo de todo um trabalho que o Governo do Rio vem fazendo para facilitar o processo de abertura de empresas e consequentemente melhorar o ambiente de negócios no Estado. Durante toda a pandemia, a Jucerja avançou no desenvolvimento do processo 100% digital, o que permitiu a continuidade dos registros. Além disso, somos a única Junta Comercial do país a utilizar o Biovalid, aplicativo de reconhecimento facial para assinatura de processos”, explicou o presidente da Junta, Vitor Hugo Feitosa.

Outro recorde batido em agosto foi do tempo de registro de empresas. Apesar do aumento no número de aberturas, o tempo, que em julho foi de 43 minutos, caiu para 38 minutos. Foi a melhor marca desde abril.

Fonte: O Fluminense