Unidade é referência nacional em trauma e ortopedia

Segunda maior unidade do país em número de cirurgias ortopédicas, o Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu (HTODL) completa sete anos e comemora a marca de 25 mil procedimentos cirúrgicos realizados. Inaugurada em junho de 2010, em Paraíba do Sul, a unidade atende cerca de 1,5 mil pacientes por mês e só em 2016 realizou mais de 3,7 mil cirurgias.

– O Hospital Dona Lindu é uma unidade que conta com uma estrutura de ponta e profissionais capacitados para atender pacientes dos 92 municípios do estado. Ele exerce uma função muito importante na redução do tempo de espera na fila por uma cirurgia ortopédica – destacou o secretário de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Jr.

Unidade de referência voltada exclusivamente para pacientes do SUS que necessitam de cirurgias ortopédicas, o hospital realiza, aproximadamente, 300 cirurgias e 11 mil exames por mês. O HTODL possui uma equipe especializada, composta por 80 médicos, e já realizou 18 edições de mutirões de cirurgias, que beneficiaram mais de 500 pacientes.

Para Mário Luiz da Silva Cabral, de 46 anos, morador de São Gonçalo, o HTODL fez a diferença em sua vida duas vezes. Há cerca de quatro anos, ele caiu de uma escada e teve uma grave lesão no calcanhar. Foi operado em 2015 no local e retornou em 2016 para tratar um problema na mão esquerda.

– O hospital me proporcionou uma melhor qualidade de vida quando tive o problema no pé. Fui muito bem tratado e agora tenho esperança de resolver este problema na mão – disse.

A unidade conta com aparelhos de alta tecnologia, como um tomógrafo de 16 canais. A estrutura é composta por 68 leitos, sendo 7 de UTI e 61 de Unidades de Internação, 4 salas cirúrgicas, consultórios ambulatoriais, centro de imagens, ambientes climatizados e televisores em todos os quartos.

Unidade de ortopedia investe em atendimento humanizado

O Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu (HTODL) é conhecido pela qualidade e humanização no atendimento. Um balanço feito pelo Serviço de Atendimento ao Usuário mostrou que o índice de satisfação dos pacientes durante a estadia hospitalar supera a marca de 95%.

Outro destaque é o trabalho realizado com acompanhantes e pacientes, que oferece esclarecimentos sobre o tratamento. Para Eliane Maria Pontes dos Santos, de Nova Friburgo, que acompanhou a mãe durante uma cirurgia, esse tipo de cuidado faz a diferença no atendimento.

– Desde o primeiro dia que fui encaminhada com minha mãe ao HTODL, fui bem recebida e atendida. É bom ver tanto carinho por parte das equipes do atendimento e da enfermagem, sempre muito pacientes. Adorei poder participar de palestras com assistente social e enfermeiras para saber um pouco mais sobre o tratamento – afirmou Eliane.

Os colaboradores que atuam no hospital também falam sobre a qualidade e atendimento diferenciado oferecidos no local. Érica de Fátima Conceição da Silva de Lima hoje trabalha do Núcleo Interno de Regulação (NIR), mas já atuou na Recepção Central e no Ambulatório. Ela está na unidade desde a inauguração e se diz muito orgulhosa em fazer parte da equipe.

– Somos um hospital que visa, em primeiro lugar, o bem estar dos pacientes e me alegro muito em estar nessa posição, fazer o contato com cada um deles, poder dar a notícia de que sua cirurgia foi agendada e sentir a alegria deles ao receber a notícia – contou a colaboradora.

 

Faça o seu comentário