O Site Seropédica Online tem constantemente publicando descaso do DNIT, em relação as obras realizadas na Antiga Estrada Rio São Paulo, BR 465, que corta os municípios de Seropédica e Nova Iguaçu no Rio de janeiro.

O Seropédica Online, acompanhou o Vereador Bruno do Deposito, que é Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor. Bruno percorreu boa parte da BR 465. e foi constatado vários problemas sérios nas obras recém-inauguradas pelo DNIT.

Abaixo, fotos dos locais com problemas mais graves:

  • No antigo km 54, no Bairro Santa Sofia, foi feito uma divisória para obrigar os Ônibus a contornar próximo ao pedágio, mas esqueceram que veículos e caminhões fazem contorno ali, sem passar pela divisória de pista. O correto seria fazer uma Rotatória. E na pista lateral a BR 465 próximo ao Material de Construção no asfalto novo, já existe um buraco demostrando serviço mal feito.
    Buraco na pista recem inaugurada

  •  
  • No km 50 ao km 54, o DNIT instalou Tachões para evitar que motoristas façam ultrapassagem em pista continua, por não ter acostamento em baixo do viaduto do Arco Metropolitano e também para não haver retorno na pista para pegar a alça de acesso ao Arco Metropolitano. (O perigo encontrado é que os tachões são muito altos e poderá causar acidentes graves com motociclistas e com outros veículos ao bater nos tachões. O correto seria fazer o acostamento e criar uma rotatória próximo a alça de acesso ao Arco metropolitano).
    Mesmo com estes Tachões um caminhão e um veiculo fazem bandalha para atravessar a pista para pegar o Arco metropolitano

    Tachão muito alto podendo derrubar um motociclista e rasgar pneu
  •  
  • No km 47 em frente ao Colégio Estadual Presidente Dutra, na lombada, a pista criou uma ruga muito alta, onde os alunos tropeçam ao atravessar a pista, com risco de caírem embaixo de veículos que trafegam na BR 465. O mesmo acontece em frente do CTUR, onde flagramos aluno tropeçando neste relevo. (O interessante é que a obra é nova e já está assim).
    Rugas muito altas em frente ao Colegio Estadual Presidente Dutra

    Alunos do CTUR tropeçam nas imperfeições da pista podendo cair embaixo de veiculos que transitam pela BR 465

    Verador Bruno mostra a altura da ruga do asfalto

    Veiculo que é alto agarra o fundo ao sair do Posto de Gasolina
  •  
  • Em frente a UPA, o Pardal tem duas velocidades, em direção ao Rio de Janeiro é 60 KM, e em direção a São Paulo é 50 km. Moradores que forem multados poderão recorrer a multa.
    Direção Rio de Janeiro 60 Km

    Direção São Paulo 50 Km
  • No km 42 falta cobertura para o Ponto de Onibus em Frente ao Posto de Gasolina. As pessoas ficam no sol e chuva para pegarem condução.
  •  
  • No km 41 em frente a APAE, o Pardal está com a placa indicativa de velocidade apagada, e muitos moradores passam a 60 km, e são multados, porque a placa anterior marca 60 km. (As placas de Sinalização de Trânsito são confusas e em outros lugares nem existe, mostrando descaso do DNIT).

    Placa indicativa de velocidade esta apagada em Frente APAE no km 41, e muitos ja foram multados achando que ali é 60 Km velocidade normal da BR 465

O Vereador Bruno do Deposito enviou recentemente ao DNIT requerimentos para corrigir falhas nas placas de sinalização, e para fazer reparos em toda extensão do asfalto da rodovia. Tem locais que o asfalto está mais alto que as ruas do município em 40 cm, com isso causando danos nos veículos que por ali circulam e acidentes com transeuntes.