No Dia de Proteção às Florestas, descubra como evitar as queimadas atitudes simples, mas que podem salvar vidas

O tempo seco que vem em épocas como o inverno traz também um grande perigo: as queimadas, que resultam na queima de grandes extensões de vegetação. O risco de incêndios ameaça não apenas áreas de preservação isoladas, mas também centros urbanos, já que 90% dos focos começam por razões humanas. No Dia de Proteção às Florestas, aprenda a diminuir os riscos e entenda como evitar as queimadas, que podem pôr em risco a vida de muita gente.

Todo cuidado é pouco

Qualquer fagulha pode atuar sobre a vegetação ressecada pela falta de chuvas. Os focos de incêndio podem ter origens naturais. Porém a maioria dos casos tem origem humana e, em áreas urbanas, começam próximos a habitações.

Veja a seguir algumas dicas de como evitar as queimadas:

1. Evite jogar bitucas de cigarro no chão

O ideal é que você pare de fumar, mas, se continuar, evite jogar bitucas de cigarro acesas no chão. Procure locais específicos de descarte do resto de cigarro, como coletores espalhados pela cidade. Ou simplesmente jogue-os apagados em uma lata de lixo, mas nunca no chão muito menos próximo a grama ou vegetação de qualquer tipo a fim de evitar o início de um incêndio.

2. Não solte balões

Soltar balões é crime previsto no Art. 42 da Lei de Crimes Ambientais. A pena para quem comete esse crime é de um a três anos de detenção, além disso há uma multa. Ela pode ainda ser acumulativa em caso de reincidência. Balões são um dos principais motivos para enormes incêndios florestais, e põem em risco a vida de centenas de pessoas se caírem em áreas urbanas, onde podem interromper até mesmo o fornecimento de energia elétrica por danificarem fios. Evitar balões é uma das principais formas de como evitar as queimadas.

3. Não faça fogueiras próximas a vegetação

Nesta época do ano, é comum em celebrações de São João que sejam acesas enormes fogueiras, mas elas são um risco. Principalmente se forem montadas em áreas próximas a vegetação seca e pastagens, o que pode ocasionar em um gigantesco incêndio.

4. Evite queimar móveis ou lixo

Para se desfazer de lixo, muitas pessoas preferem queimá-lo a descartá-lo da forma correta com o auxílio de limpeza urbana. Não faça isso. Descarte o lixo de forma correta.

Da mesma forma, realize o descarte de latas de alumínio e pedaços de vidro de meios corretos. Esses objetos podem esquentar ou refletir raios em folhas de jornal, por exemplo, e iniciar fagulhas que se transformam em focos de incêndio maiores futuramente.

5. Capine a área perto de sua casa

Se você mora em áreas com alta vegetação próxima a sua casa, diminua o risco de queimadas capinando faixas de terra próximas a sua propriedade. O risco de queimadas é maior em propriedades cercadas com vegetação bruta, sem qualquer contenção.

6. Molhe faixas de terra seca

Sempre que puder, molhe faixas de terra e grama que estiverem secas próximas de sua residência. Dessa forma, é possível diminuir as chances de alguma faísca começar um incêndio de grandes proporções em áreas urbanas ou de preservação.

O que fazer em caso de queimadas

Em casos de incêndios próximos a residências ou em áreas de vegetação isoladas, o melhor a fazer é chamar os bombeiros através do número 193. Informe a localidade, se possível em detalhes, para que os profissionais cheguem a tempo para conter as chamas. Nunca tente apagá-las você mesmo! Afaste-se imediatamente e espere o auxílio chegar.

Em Seropédica o telefone do Quartel do Corpo de Bombeiros (21) 3787-4200

Bombeiro de Seropédica arriscam a vida para debelar incêndio na mata

Faça o seu comentário