Os turistas foram abordados por homens armados na Rio-Petrópolis

A Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) informou agora à noite que realiza diligências para identificar os responsáveis pelo disparo que atingiu um casal de turistas suíço, na tarde de ontem(29), quando ia para a cidade de Paraty(RJ), onde passaria o réveillon. Michele Angelo Galli, 75 anos, está internado no Hospital Getúlio Vargas, com um tiro no peito e seu estado de saúde é considerado grave, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde. A mulher dele, Miranda Pia Regazzoni, foi atingida por estilhaços de vidro, sofreu ferimentos leves e não necessitou de internação. Ela foi ouvida hoje por mais de 4 horas na Deat e deu detalhes de como tudo aconteceu. Em princípio, foi informado que o suíço tinha 73 anos de idade.

O casal saiu do Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio, e tentou ir para a cidade de Paraty, litoral na Costa Verde, guiando-se pelo GPS do carro, mas não conseguiu chegar ao destino. No retorno, por volta das 17h30, na rodovia Rio-Petrópolis (BR-040), nas proximidades do Trevo das Missões, no perímetro urbano, foi abordado por homens armados com fuzis e pistolas, que faziam um arrastão na saída da rodovia.

As investigações apontam até agora, que o grupo teria tentado levar o veículo dos turistas, que não falam português e teriam se assustado ao verem as armas dos criminosos. Um casal de brasileiros que estava à frente dos suíços foi assaltado pelo mesmo grupo e teve o carro roubado. Agentes da delegacia especializada já requisitaram imagens de câmeras de segurança da região. Na perícia realizada no automóvel do casal, foi arrecadado o projétil que atingiu as vítimas. A delegada Bianca Lima, titular da especializada, segue comandando as diligências e ouvindo depoimentos das vítimas e de pessoas que passavam na hora da abordagem pelos criminosos. Os bandidos seriam da comunidade Cidade Alta, em Cordovil, zona norte, que fica em frente a saída da rodovia federal.

Fonte: Agência Brasil

Faça o seu comentário