Manutenção que deveria ter terminado às 20h de quinta (24) só acabou às 4h de sexta (25). Empresa afirma que técnicos tiveram que atender promotores do MPRJ.

Em nota empresa disse que previsão é que o sistema esteja com 50% de sua capacidade operacional em funcionamento ainda nesta sexta, mas que em regiões mais distantes a volta pode demorar até três dias.

O que diz a Cedae

A Cedae concluiu na madrugada desta sexta-feira (25/09) a manutenção preventiva anual da Estação de Tratamento de Água (ETA) Guandu. Parte do sistema já foi retomado e está em operação. No entanto, foi identificado vazamento na Elevatória do Lameirão – conjunto de equipamentos que bombeia água para os municípios do Rio de Janeiro e Nilópolis.

Como as bombas ficam localizadas a cerca de 64 metros de profundidade, há maior complexidade na realização do reparo. Técnicos estão atuando no local, mas cabe ressaltar que o serviço precisa ser feito de forma gradativa, a fim de evitar o comprometimento da estrutura da unidade.

A previsão é que o sistema esteja com 50% de sua capacidade operacional em funcionamento ainda nesta sexta-feira (25/09).
A Companhia montou esquema especial para atender hospitais e outros serviços essenciais com carros-pipa durante este período.