Ao retornarem para trabalhar após o fim de semana, funcionários da Câmara Municipal de Seropédica (CMS) constataram anormalidades em duas repartições vitais da CMS, a Secretaria Legislativa e a Procuradoria-geral.

Gavetas abertas, móveis revirados, furto de documentos físicos e em formato digital, tentativa de acesso aos computadores e prejuízo ao erário foram algumas das constatações na manhã dessa segunda-feira, 15 de abril. A CMS foi invadida através das aberturas onde ficam localizados os ares-condicionados, ao que tudo indica, os invasores adentraram o prédio da Câmara utilizando-se de um terreno baldio que fica atrás do imóvel, tendo seu acesso através da Rua Professor Hemetério Fernandes do Rêgo.

Peritos Criminais da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ) realizaram perícias no interior da Câmara Municipal de Seropédica e também no terreno supracitado nesta tarde. Atualmente, a Presidência da CMS aguarda a chegada do profissional de Papiloscopia, também da PCERJ, que irá finalizar esta etapa da investigação. A Papiloscopia é a ciência que realiza a identificação humana através das impressões digitais (papilas dérmicas) presentes no pés e mãos humanos, sendo o profissional que realiza tal procedimento conhecido como Papiloscopista.

Por conta do fato ocorrido, a Sessão Legislativa que aconteceria nessa segunda-feira (15) foi suspensa para a realização do trabalho policial através do Ato Presidencial Nº 19/2019. A Câmara Municipal de Seropédica efetuou o Registro de Ocorrência do ato criminoso.

Por Hudson Glória

Faça o seu comentário