Corpos das vítimas foram encontrados em duas regiões do município da Baixada Fluminense

Nove pessoas foram mortas a tiros, nesta quarta-feira, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Os corpos foram encontrados em três localidades, entre as estradas Adrianópolis e das Paineiras, ambas na região de Carlos Sampaio. A polícia investiga as motivações do crime, mas uma das linhas de investigação é uma possível guerra entre traficantes da localidade. Os jovens ainda não foram identificados.

De acordo com a PM, dos corpos encontrados na Estrada Adrianópolis, três são de um homem e um de uma mulher. Todos estavam com marcas de tiros na cabeça e teriam de 20 a 25 anos de idade. Haviam várias cápsulas de bala no local. Outras quatro vítimas, encontradas em Carlos Sampaio, são do sexo masculino. Já o nono corpo, que é de um homem, foi encontrado na Estrada da Limeira, no Bairro Jaceruba. O bairro fica a cerca de 2 km da Estrada Adrianópolis.

Os corpos foram encontrados por policiais do 20º BPM (Mesquita), que atuam na região, depois de receberem denúncia anônima. As identificações das vítimas não foram reveladas.

Agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foram acionados para realizar perícia no local. A Polícia Civil disse que “diligências estão em andamento em buscas de testemunhas, imagens e informações que levem a autoria do crime”.

Em entrevista ao DIA, o delegado Bruno Cinello afirmou que as vítimas seriam moradoras ou frequentadoras do Morro São Simão, em Queimados, na Baixada Fluminense. A comunidade é dominada pela facção Comando Vermelho, mas tem histórico de disputa de facções rivais. De lá, seriam pelo menos oito das nove vítimas.

“Eles teriam sido sequestrados na noite anterior, na localidade de São Simão. E possivelmente executadas na madrugada nos locais onde foram encontradas com disparos efetuados na região craniana”, explicou o delegado.

Ainda de acordo com a polícia, o local onde os jovens estavam antes de serem mortos de onde seus corpos foram encontrados tem uma distância de 20 km.

Região foi palco de outra chacina

O Morro do Simão, em Queimados, foi palco de uma outra chacina, em julho do ano passado. Na ocasião, cinco pessoas foram mortas após um ataque de traficantes do Morro do Torres. Segundo informações da Polícia Militar, o Morro Torres reúne criminosos do Terceiro Comando Puro (TCP), enquanto o Morro São Simão concentra bandidos do Comando Vermelho.

Segundo o estudo ‘Atlas da Violência 2018: políticas públicas e retratos dos municípios’, divulgadas em junho do ano passado, Queimados é o município brasileiro que possui a maior taxa de mortes violentas em 2016. Foram registradas 134,9 mortes para cada 100 mil habitantes. Em segundo lugar, Japeri registrou 95,5 homicídios a cada 100 mil habitantes.

Polícia investiga se vítimas foram sequestradas terça-feira em Queimados e, logo depois, amarradas e assassinadas na cidade vizinhaMARCIO MERCANTE / AGENCIA O DIA

Os corpos foram encontrados por policiais após denúncia anônima REPRODUÇÃO / INTERNET

Fonte: O DIA

 

Faça o seu comentário