A edição 04/2017 do Rural Semanal traz matéria de capa sobre a cooperação internacional entre a UFRRJ e a Universidade de Duke, nos Estados Unidos. Em 19 de maio, o professor John French, representando a Duke, vai assinar um termo de cooperação com a Rural. O documento formaliza uma parceria que vem sendo construída há mais tempo, desde quando o professor Alexandre Fortes (UFRRJ) fez um doutorado-sanduíche na universidade estadunidense.

Rural nos EUA. Delegação do IM apresenta pesquisa sobre acesso ao ensino superior na Baixada (Foto: Duke University)

– É muito comum a assinatura de convênios que não dão em nada. É preciso ter um trabalho lento, persistente, buscando integrar as pessoas. E temos isso com Duke – disse Fortes, ex-diretor do Instituto Multidisciplinar (IM) e atual pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFRRJ.

 

A colaboração Rural-Duke também resultou na conferência realizada em março (foto à dir.), na Carolina do Norte, quando a delegação do IM apresentou os resultados parciais de um estudo sobre os impactos na Baixada Fluminense do processo de expansão do ensino superior no Brasil.

Na entrevista desta semana, o professor Pedro Henrique Campos (Departamento de História e Relações Internacionais/UFRRJ) avalia as relações de poder entre governos e empresas no Brasil. Autor do livro ‘Estranhas Catedrais. As Empreiteiras Brasileiras e a Ditadura Civil-Militar’ — que ganhou o Prêmio Jabuti 2015 na categoria “Economia, Administração, Negócios, Turismo, Hotelaria e Lazer” — Campos revela as raízes históricas da articulação entre poder econômico e Estado.

Professor Pedro Campos é o entrevistado do Rural Semanal (Foto: arquivo pessoal)

 

– As principais empreiteiras brasileiras foram formadas nas décadas de 1930 e 1940. Com as obras do período Kubitschek, na segunda metade da década de 1950, os empresários se organizam em sindicatos patronais reunindo os dirigentes das construtoras. Têm participação na derrubada do governo João Goulart e da democracia em 1964 e são beneficiados pelas políticas criadas durante a ditadura – diz ele, em trecho da entrevista.

 

A edição ainda apresenta, na página 4, um infográfico com os principais integrantes da nova Administração Central da UFR

Faça o seu comentário