A Prefeitura de Nova Friburgo e a Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro UFRRJ-FAPUR assinaram contrato para elaboração de relatório técnico de avaliação de todos os indivíduos arbóreos na Praça Getúlio Vargas. A ação faz parte dos trabalhos acordados no Termo de Ajuste de Conduta para recuperação da Praça Getúlio Vargas, conforme TAC 02/2015 firmado entre o Município e o Ministério Público Federal.

O trabalho da instituição visa identificar, por meio de técnicas não-destrutivas, a qualidade, integridade e fitossanidade dos troncos e da madeira das árvores presentes no espaço público tombado pelo Patrimônio Histórico. O trabalho começa, efetivamente no início de novembro e será coordenado por três professores concursados da UFRRJ: Dr. Alexandre Monteiro de Carvalho, Dr. João Vicente de Figueiredo Latorraca e o Dr. Henrique Trevisan.

Na Praça Getúlio Vargas, a equipe vai instalar uma tenda que servirá de base para o trabalho, onde haverá um banner informativo à população. O processo de avaliação dos indivíduos arbóreos contará com a colaboração de engenheiros florestais que estão cursando mestrado e doutorado no Instituto de Floresta da UFRRJ, que abriga o curso de engenharia florestal.

Todo o procedimento de avaliação será acompanhado por membros do Grupo de Trabalho designado para o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta da Praça. Ao longo dos últimos meses, o GT está atuando para cumprir todas as demandas do TAC, com atuação em várias frentes, como o projeto de Educação Patrimonial, Plano Verdejar que visa instituir o Plano de Arborização Urbana, previsto no artigo 294 da nova Lei Orgânica, aquisição do caminhão plataforma, equipamentos e treinamento de mão-de-obra para o manejo das arvores urbanas de todo o município. O andamento de todas essas ações pode ser consultado em http://transparencia.pmnf.rj.gov.br/ e no site educacaopatrimonial.djoaovi.com

SOBRE A UFRRJ e o Curso de Engenharia Florestal

A Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) tem suas raízes na Escola Superior de Agricultura e Medicina Veterinária (Esamv), fundada há mais de 109 anos. São oferecidos mais de 50 cursos de graduação, sendo dois na modalidade de ensino a distância. A Universidade conta, atualmente, com mais de 10 mil estudantes e mil docentes, espalhados pela sua estrutura multicampi, com sedes nos municípios de Seropédica, Nova Iguaçu, Três Rios, Campos de Goytacazes e na cidade do Rio de Janeiro.

O curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), foi o terceiro a ser instalado no País, reconhecido pelo Decreto n° 1984 de 10 de janeiro de 1963 e seu funcionamento teve início em 1967. Atualmente com mais de meio século de atividades, o Instituto de Florestas é o responsável direto pela formação profissional do Engenheiro Florestal, de Mestres e Doutores em Ciências Ambientais e Florestais, além de oferecer disciplinas para outras formações profissionais dos demais cursos da UFRRJ.

Fonte: Prefeitura de Nova Friburgo

Faça o seu comentário