Decisão cita que acusado usava veículo preto e abordava as vítimas com um facão. Ele também cobria o rosto das mulheres com um casaco.

A Justiça do Rio condenou nesta terça-feira um homem acusado de estuprar três alunas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica.

Alexandre de Oliveira Santa’anna foi condenado a 24 anos e seis meses de reclusão, em regime incialmente fechado. Ele também recebeu a pena de nove meses de detenção pelo crime de lesão corporal em uma quarta vítima, que não chegou a ser estuprada. Os crimes ocorreram entre outubro de 2016 e maio de 2017.

O acusado usava um veículo preto e abordava as vítimas com um facão, obrigando-as a manter relações sexuais com ele e a cobrirem seus rotos com um casaco seu. Uma das vítimas conseguiu evitar o estupro, depois de ter sido empurrada pelo agressor para fora do carro porque gritou muito.

Alexandre foi reconhecido por uma das vítimas por uma fotografia recebida pelo aplicativo WhatsApp e por redes sociais. Ele foi avistado na rua por amigos dela, que acionaram a polícia. Todas as vítimas reconheceram o acusado em juízo, assim como seu veículo, o casaco e a faca utilizados nos crimes.

Para o juiz Guilherme Grandmasson Chaves, da 2ª Vara de Seropédica, embora Alexandre tenha negado a prática dos crimes, sua autoria ficou comprovada. O magistrado destacou ainda que, nos delitos contra a dignidade sexual, a palavra da vítima assume extrema importância, ainda mais quando confirmada pelas demais provas do processo.

Faça o seu comentário