Flores no Outono

Exposição de Orquídeas e Bromélias da UFRRJ termina hoje (12/06) e reuniu seropedicenses e comunidade acadêmica

Em sua 10ª edição, a Exposição de Orquídeas e Bromélias está movimentando, mais uma vez, os corredores do Prédio Principal (P1), no câmpus de Seropédica. Tradicional no calendário da Universidade, o evento ocorre nos dias 10, 11 e 12 de Junho e vai reunir cerca de 1.500 pessoas por dia. Os participantes aproveitam para comprar e também visitar a exposição da Associação de Orquidófilos do Rio (OrquidaRio) com dezenas de espécies. A programação conta com oficinas e minicursos direcionados à comunidade acadêmica e à cidade de Seropédica.

A exposição teve inicio há dez anos, por iniciativa pessoal dos professores de Agronomia João Araújo e Antônio Carlos Abboud, colecionadores dessas plantas. O objetivo era divulgar a orquidofilia, prática de cultivar orquídeas por hobby.

─ Quando fui aluno da Agronomia na Rural, nos anos 70, eu tinha 120 plantas. Hoje tenho mais de 1.500. É uma coleção da vida inteira – conta o professor Abboud, um dos responsáveis pelo evento.

A cada ano as pessoas ficam mais entusiasmadas com a exposição e passam a cultivar os exemplares. A variedade exposta contempla a todos os gostos e bolsos. O colorido chama a atenção de quem passa e é sinal de diversidade. São expostas muitas espécies, especialmente as híbridas, ou seja, espécies que não são encontradas na natureza, resultado de cruzamentos artificiais.

Os exemplares maiores e mais coloridos chamam a atenção dos visitantes, principalmente quando a intenção é presentear alguém, como no caso da estudante Barbara Leal, do 1º período de Engenharia Química.

─ Minha família sempre teve muita planta em casa, mandamos fotos para o grupo da família e todo mundo gostou, pediu para comprar e por isso estou com a caixa cheia. Todas as orquídeas que comprei são para dar de presente a eles – explica a estudante.

Engana-se quem pensa que a exposição atrai somente a comunidade universitária. Nesta edição, tem notando-se um número maior de moradores de Seropédica do que nas edições anteriores. Muitos entram na Universidade pela primeira vez e aproveitam para conhecer a Instituição. Mas há quem venha de longe.

─ Recebemos pessoas de Volta Redonda, Itaguaí, Santa Cruz, Campo Grande e, dentre esses, muitos pais e parentes de alunos já conhecem e sabem que é um evento organizado, em um espaço agradável ─ observa Sandra Odebrecht, expositora participante há nove anos.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52

 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social da UFRRJ

Jornalista Jaqueline Suarez

Fotos Luiz Calderini