Seropédica foi emancipado no dia 12 de outubro de 1995, atualmente com cerca de 90 mil habitantes, e ocupa uma área territorial de 283,634 km², fazendo divisa com seis municípios: Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, Japeri, Queimados, Itaguaí e Paracambi.

Seropédica emancipada do município de Itaguaí, foi descoberta em 1536, pelos Jesuítas, onde era habitada pelos índios Tamoios que ocupavam uma área próximo ao Arco Metropolitano no km 52 da antiga Estrada Rio São Paulo, Jardim Maracanã, antigo bairro Bananal. (local foi descoberto na construção da BR 493, onde foram encontrados vários objetos e cemitério indígena).

“A principal função dos jesuítas, ao virem ao Brasil, era evangelizar, catequizar e tornar cristãos os indígenas que habitavam estas terras. A Companhia de Jesus havia sido fundada em 1534, pelo militar Santo Inácio de Loyola, no contexto da Reforma e da Contrarreforma religiosa.

Cristóvão Monteiro, ouvidor do Rio de Janeiro, enviou, em 1567, requerimento a Martim Afonso de Sousa, donatário da capitania, solicitando uma gleba de terras na margem direita do rio Guandu. A posse foi efetivada em 30 de dezembro daquele ano.

Em 7 de dezembro de 1589, a marquesa Ferreira, viúva de Cristóvão Monteiro, atendendo à vontade do finado marido, doou parte das terras aos jesuítas. A outra parte coube, por herança, a sua filha Catarina Monteiro. Então a região foi efetivamente explorada por, entre outros, Garcia Aires e pelo filho do bandeirante Fernão Dias Pais Leme, Garcia Paes Leme. A busca visava, principalmente, à descoberta de esmeraldas. Os dois exploradores ocuparam terras na margem esquerda do rio Guandu. Foram responsáveis, por exemplo, pela fundação do atual município de Nova Iguaçu.

Fotos TV Jaguanum

 

 

 

Faça o seu comentário