Uma das técnicas mais cotada da ginástica artística do Brasil, Georgette Vidor, e Daniel Xavier, do “CER” Centro Esportivo Ramiro, estiveram nesta quinta-feira (23) em Seropédica, a convite do Prefeito Anabal, para criarem um polo esportivo para atender os alunos da rede municipal de ensino. 

O primeiro passo do projeto seria arrumar local apropriado para que o jovem possa praticar esporte. Sendo assim, o Subsecretário de Esportes Gilmar Fernandes Pereira Dias procurou o Pró Reitor de Extensão, Sr. Roberto Carlos Costa Lélis, propuseram uma parceria que trouxe-se benefícios tanto os alunos do município quanto os alunos da Rural. Nesta parceria a UFRRJ ofereceu um dos Ginásios que estava sem uso, com alguns aparelhos para ginástica artística.

O encontro foi realizado no 2º Ginásio de Esportes da UFRRJ, com a participação do Pró Reitor de Extensão Sr. Roberto Carlos Lélis, a Diretora do Departamento de Esporte e Lazer, Rita de Cassia de Azevedo, O Subsecretário de Esporte da Prefeitura de Seropédica, Gilmar Dias, a Técnica de Ginastica Artística, Georgette Vidor, o Técnico Aeróbica do Centro Esportivo Ramiro, Daniel Xavier, e o Diretor de Esporte, Lealdo.

O Centro Esportivo Ramiro é clube onde treinam as atletas da seleção carioca e seleção brasileira de ginástica aeróbica.

A Técnica Georgette Lidor tutelou as ginastas brasileiras como Luisa Parente, Soraya Carvalho e Daniele Hypólito. Sendo uma das mais brilhantes Técnicas, com licenciatura em Educação Física pela UFRJ, Vidor iniciou a profissão com apenas quinze anos de idade, no Clube Fluminense Football Club, depois que seu professor, percebendo seu dom para dar aulas, lhe ofereceu a primeira turma da escolinha de Ginastica Artística. 

Aos 19 anos de idade, Georgette foi para a Europa e estudou francês, dança e ginástica na França. Interessado no seu trabalho, o Clube de Regatas do Flamengo a contratou, em 1980. Tendo feito curso de arbitragem, Vidor conciliou as carreiras de técnica e de árbitra até 1997, quando, no dia 27 de maio, ocorreu o acidente com o ônibus em que viajava com sua equipe. O acidente a deixou paraplégica e vitimou sete pessoas. Após o acidente, continuou a carreira de treinadora, mas a abandonou em 2004. No ano seguinte, voltou a lecionar, na Academia ABodyTech. É coordenadora geral do projeto “Esporte Para Todos”, promovidos pela ONG Qualivida e da Seleção Brasileira de Ginástica Artística Feminina. Atualmente Georgette se dedica a ensinar Ginastica Artística para os jovens.

O Subsecretário de Esportes, Gilmar, criou este projeto para atrair os jovens de Seropédica para praticarem esporte. Este projeto abrangeria crianças de 4 a 17 anos das escolas do município. “O esporte deve ser introduzido na vida da criança de uma forma gradual, para que se dê por satisfeitas suas necessidades lúdicas. Ela deve aprender a correr, saltar e pular, pedalar ou praticar alguma atividade física em grupo, isso educa o corpo e a mente, evitando a vulnerabilidade social.” Destaca Gilmar.

Faça o seu comentário