Quem passa pela Estrada Rio São Paulo observa várias equipes de Topografia iniciando os trabalhos de reforma da BR 465. As obras foram prometidas numa reunião que aconteceu no dia 04/06 em Brasília, no qual participaram o Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DENIT) Jorge Ernesto Fraxe, os Prefeitos Alcir Fernando Martinazzo, e Nelson Bornier, de Nova Iguaçu, e o Deputado Felipe Bornier. Nesta reunião foi anunciado que as obras de recuperação da Antiga Rodovia Rio São Paulo, Br 465, será do trecho que vai do Bairro de Campo Grande RJ, passando pelo Município de Nova Iguaçu, terminando no km 54 em Seropédica.

O Consorcio e formado por três empresas que irão fazer a reforma da BR 465, serão feitos também retornos de pista, acostamento mais largo, iluminação, retirada de alguns quebra-molas, e no local colocado redutor eletrônico de velocidade, intervenções nas sinalizações horizontais e verticais (Placas de Sinalizações e Pintura de Faixas), construção de passarelas e asfaltamento de todo trecho. Na reunião o Prefeito Martinazzo tinha salientado que a estrada está totalmente esburacada, sem sinalização, e acostamento, e todo dia o engarrafamento chega a quase 2 km trazendo com isso prejuízos enormes a toda população destas cidades, como também ao comercio em geral.

A assinatura do contrato foi feita no dia 05/06 edital nº 302, sendo que as obras já tinham de ser iniciadas naquele período, mas esbarrou em vários problemas administrativos e legais, esta obra ira acabar com o martírio de quem necessita trafegar por esta estrada para trabalhar. A atual BR-465 é parte daquela que foi a principal rodovia que ligava as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo até a década de 1950. Com a implementação da BR-2 (atual Rodovia Presidente Dutra) optou-se por um novo traçado para o trecho próximo à cidade do Rio de Janeiro, passando por Nova Iguaçu, com isso o trecho entre os quilômetros 31 e 54 passou a constituir parte da BR-465

Os principais pontos de referência são os seguintes:

km zero (antigo km 54) – entroncamento com a Rodovia Presidente Dutra;

km 5 – (antigo km 49) – centro da cidade de Seropédica;

km 6 – viaduto sobre a ferrovia;

km 7 – (antigo km 47) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRuralRJ (anteriormente UFRRJ);

km 12,3 – (antigo km 42)- entroncamento com a RJ-099, acesso a Itaguaí e ao Porto de Itaguaí;

km 14,9 – (antigo km 39)- Entrada para o bairro Campo Lindo através da rua José Eleotério;

km 15 – (antigo km 39)- ponte sobre o Rio Guandu; Divisa dos municípios de Seropédica e Nova Iguaçu;

km 19,8 – (antigo km 32)- entroncamento com a RJ-105, acesso a Nova Iguaçu.

– Divisa dos municípios de Rio de Janeiro e Nova Iguaçu;

– Fábrica da AmBev, em Campo Grande234567

Faça o seu comentário