Controlar a deposição irregular de resíduos é essencial para frear a explosão de casos de dengue, zika e chikungunya em Seropédica, para isso precisamos da ajuda dos moradores do município.

O descarte irregular de lixo e entulho em lotes vagos e ruas de Seropédica aparece como um dos maiores desafios do novo governo diante da explosão de casos de dengue enfrentada em muitos municípios do Rio de Janeiro e no Brasil.

Com o aumento das chuvas, a preocupação com a multiplicação do mosquito aumenta, já que muitos moradores do município jogam lixo e entulhos nas calçadas, nos valões e em terrenos baldios de muitos bairros. O Aedes aegypti se prolifera em água parada. “É preciso Limpar o terreno, verificar se há pneus, latas, bacias e baldes expostos. Inspecionar os ambientes externo e interno para eliminar qualquer água parada. Mas se chover o lixo e entulhos podem virar uma verdadeira maternidade do inseto” destaca José de  Souza agente de saúde.

Nesta ultima terça-feira (24), a Secretaria de Serviços públicos limpou muitas ruas do Bairro Fazenda Caxias, com isso os moradores poderão transitar nas calçadas evitando disputar espaço com os veículos nas ruas.

Faça o seu comentário