O Seropédica Online recebeu vários e-mails parabenizando as obras executadas pelo DNIT, também foram feitos alguns questionamentos para serem respondidos posteriormente, conforme relação abaixo.

Obras da estrada Rio São Paulo BR 465 foram iniciadas no dia 9 de Fevereiro deste ano, e estão bem adiantadas, já que o prazo de termino será em fevereiro de 2017. Esta obra está sendo executada dentro das “Normas para Projetos das Estrada de Rodagem”.  Estas Normas se destinam a fixar as principais características técnicas dos projetos das estradas federais e das estradas dos planos regionais. Elas se aplicam tanto aos projetos de estradas novas como aos de melhoramentos das estradas existentes.

Nesta última quarta-feira o Site Seropédica online esteve no DNIT e conversou com o Engenheiro do Consorcio executor da obra formado pelas empresas CTESA, Santa Luzia, e Terra Braz e com o Supervisor do DNIT Arlei Cardozo. O Seropédica online informou a eles que tem recebido vários e-mails dos leitores do site que fizeram várias perguntas.

1)Em relação aos quebras molas que fazem falta em alguns locais de travessia de pedestre.

O Consórcio informou que já estão sendo repostos os quebra-molas nos locais definidos pelo projeto, à medida que a estrada fique pronta os quebra-molas estarão sendo construídos e pintados com cor padrão, são quebra-molas mais suaves para evitar acidentes, dentro das normas técnicas, e serão 33 quebra-molas no total em toda rodovia.

2)Em relação as faixas de pedestre

O DNIT informou que não é permito pela legislação faixas de Pedestres em rodovias Federais.

3) Drenagem e galeria Fluvial Centro de Seropédica.

O Consorcio está providenciando a desobstrução dos bueiros e está executando as obras das galerias fluviais em toda extensão da estrada, conforme projeto estabelecido.

4) Degraus em alguns pontos da pista.

O Consorcio informou que o acabamento das entradas vicinais do centro do município estará sendo feito, e que a prioridade era liberar o fluxo de automóveis no centro do município, e que em breve estarão dando acabamento.

5) Sinalização dos locais onde existem rampas e buracos.

O Consórcio informou que constantemente estão sendo furtados Placas de Sinalização e cones colocados em pontos estratégicos para sinalizar redução de velocidade e aviso de buracos na pista. Além de disso foram roubados 4 roçadeiras novas, uma Kombi, e perto de 600 cones. O roubo das roçadeira e da Kombi foi feito à mão armada, com registro na Delegacia da 48 DP.

6) Ampliação dos Viadutos.

O DNIT informou que está sendo Licitado o alargamento dos Viadutos sobre a Rede Ferroviária RMS, Rio dos Bois, Rio Capenga, Rio Guandu e Guandu Mirim, e que estas obras serão feitas na segunda fase.

7) Baias dos Ônibus.

O Consórcio informou que serão feitas todas as baias de parada de ônibus conforme projeto apresentado na Câmara de Vereadores.

 

O Consórcio informou ainda, que desde o início das obras não houve nenhum acidente com seus funcionários e que o Consorcio conta com dois Técnicos de Segurança do Trabalho dois Supervisores voltados somente a segurança dos trabalhadores e da rodovia, aumentando muito a segurança das pessoas que trafegam pela Rio São Paulo. Constantemente estão sendo fotografados a colocação dos avisos de segurança , tanto os cones como as placas informativas de velocidade, e alerta a população sobre as mudanças que estão sendo feitas, e para todos terem mais atenção neste período das obras.

Os principais pontos de referência são os seguintes:

km zero (antigo km 54) – entroncamento com a Rodovia Presidente Dutra;

km 5 – (antigo km 49) – centro da cidade de Seropédica;

km 6 – viaduto sobre a ferrovia;

km 7 – (antigo km 47) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRuralRJ (anteriormente UFRRJ);

km 12,3 – (antigo km 42)- entroncamento com a RJ-099, acesso a Itaguaí e ao Porto de Itaguaí;

km 14,9 – (antigo km 39)- Entrada para o bairro Campo Lindo através da rua José Eleotério;

km 15 – (antigo km 39)- ponte sobre o Rio Guandu; Divisa dos municípios de Seropédica e Nova Iguaçu;

km 19,8 – (antigo km 32)- entroncamento com a RJ-105, acesso a Nova Iguaçu.

– Divisa dos municípios de Rio de Janeiro e Nova Iguaçu;

– Fábrica da AmBev, em Campo Grande

DSC_0055

DSC_0057