Aos vinte e oito dias do mês de maio de dois mil e treze, na Câmara Municipal, situada na avenida Ministro Fernando Costa 754, centro, ás nove horas e cinqüenta minutos, deu-se início á reunião, com a presença de Maria aparecida da Silva Flausino, Adriano Amaral, Carlos Fernando da Cruz,Fausto Fontanet Teixeira, Maria Lúcia Gomes Santos, Roberto Medeiros, Darcio Nascimento, Antônio Carlos Petini, José Azevedo dos santos, Aline Yana Soares de Araújo, Graciele Anselmo, Luiz da Silva Calderini, Maria José Sales Ferreira, Eliane Maria Ribeiro da Silva, Alessandro Clementino, Mara Lúcia Reis da Silva, Luiz da Silva, Natália de Almeida, Rosângela Straliotto e Oscar Goulart. Na pauta, os assuntos: aprovação do relatório da V Conferência e a eleição da mesa diretora, que regerá o conselho no próximo triênio. Fausto falou da importância do Conselho da Cidade, nos dez anos de existência,  convidando os representantes das entidades eleitas na conferência, a fazer parte da mesa e dando-lhes a palavra. Maria José começou falando que esse conselho é onde se reúne a sociedade civil e o poder público, e sempre foi uma defensora incansável  desta atuação. Disse que sabemos da responsabilidade do poder público da gestão de interesses, mas entendemos e não podemos abdicar da participação da sociedade organizada, que se manifeste e participe das políticas públicas, e na fiscalização de nossa cidade. Disse ainda está muito honrada de fazer parte deste conselho, e mais ainda por está representando a OAB, uma instituição que sempre teve o papel importante na construção da democracia do país. Com a palavra Alessandro falou do enorme prazer em participar novamente desse conselho, confessando que no ano passado caiu de paraquedas, sem entender bem as coisas, mas agora sabe que ele é participação, e tem uma função muito mais importante que um tapa buracos de ruas, citando ainda, que devemos levar cada problema direto aquém, senão a maioria deles ficam aqui mesmo, sem resolução.   Disse termos força para ir mais além do bate papo, pois a cidade vai crescer, independente da gente, é o curso natural do desenvolvimento, e devemos pensar um pouco mais amplo, para que juntos com as secretarias e ou as empresas responsáveis pelos questionamentos, tornemos as discussões em resultados cabíveis a todos. Fernando falou ser novato, mas a muito tempo tem a intenção de participar desse conselho, e se enganjar mais nos problemas do município. Disse também está representando a CDL (Clube de Diretores Lojistas), e ver pelo lado do comércio, que junto com a Aciaps, e as empresas que estão chegando, gerando empregos, melhorar essa cidade, e se dispôs em colaborar com tudo que for possível. Complementou dizendo que cada um que está aqui tem seu mérito e sua credibilidade, e que possamos reunir forças para tirar as coisas do papel, sem ideologia e sem imaginação, pois gosta de realizações concretas. Rosângela falou que com nova gestão, não dá para desanimar, pois a luta é antiga. Disse que esse conselho tem dez anos, mas já viemos de bem antes tentando montar seus  braços e suas pernas prá esse trabalho. Ressaltou que a muitos anos, essa cidade tem uma característica: a de termos muitas pessoas capacitadas, mas pouco enganjadas nas lutas pelas comunidades, ficando isoladas, sem saber que precisamos de ajuda para chegarmos a um objetivo comum. Precisamos fazer com que esse conselho cresça, pois temos novas pessoas, com novas habilidades e isso traz novo ânimo de vitórias e conquistas. Temos que ser criativos e dinâmicos para chamar a sociedade organizada, levar o eco de nossas discussões á ela, e com a nossa seriedade e respaldo da nossa atuação, fazer a diferença. Citou ainda que a pouco tempo, tivemos um gás muito grande na questão ambiental, e agora temos esse gás novo. Lembrou  termos visto na conferência, como a cidade está anciosa para falar, se expressar, para contribuir, e como ela está esperando soluções.  Na cidade estão acontecendo coisas muito graves e muito sérias, que estão impactando-a, e não podemos passar despercebidos. Que não seja o nosso  buraco da rua, precisamos acordar, e divulgarmos ás nossas entidades, aos sindicatos, para que venham e colaborem conosco, e percebam que o que aqui é tratado, tem repercussão na comunidade. Disse também que o povo brasileiro é acomodado, e está sentado em berço esplêndido, e é o que faz com que muitas coisas cheguem ao estado que estamos. Com a palavra, Maria Lúcia disse já ter sido contemplada com as falas dos outros, mas sempre lutou por uma cidade melhor. Disse ser movida pela fé e acredita que vamos viver um novo tempo, e sugeriu que cada um que venha, traga mais uma ou duas pessoas nas reuniões. Passando a palavra para o Sr José Azevedo, que agradeceu a Deus e ao conselho  por mais um mandato com nova força. Disse que como representante da Associação de moradores do Jardim Maracanã, que também é o presidente, já pensou várias vezes em desistir, mas vê a importância do conselho, onde ouvimos o grito de socorro do povo. Lembrou que o prefeito prometeu a presença dos secretários nesse conselho, na luta com nossas causas, pelo município. Disse ainda que não podemos fazer muito, tanto quanto somos cobrados, mas levamos á sério o pouco que fazemos, para levar aos que estão na ponta, e fica decepcionado quando nada vai á frente, como quando fizeram o Plano Diretor, gastando sapatos e tempo para tal, e ficou por isso mesmo. Disse que vai continuar na luta com o mesmo desempenho, levando alento ás comunidades mais distantes e abandonadas. Com a palavra Eliane disse ser uma honra está aqui nesse conselho, que é um instrumento de apoio e um exercício pleno da democracia. Disse que aqui somos todos atores, que recebemos as demandas das comunidades, e temos que ter o olhar para as necessidades do povo, e a representatividade desse conselho é importante porque cada um de nós tem uma forma de receber esse  município. Disse que veio prá cá em 1975, prá UFRRJ, e decidiu que aqui ficaria, e percebe que o povo quer está mais unido, para fluir melhor, e aconteçam  coisas interessantes. Disse ainda está representando o SINPAF, que é um sindicato que tem um histórico, por lutar nos movimentos sociais, e dessa percepção, pelo fato de estarmos ligados na questão agropecuária, vemos que até mesmo os alunos que vêm á universidade, e depois voltam para suas casas, gostariam de ter uma cidade mais organizada. Disse que esse trabalho voluntário é feito com mais alegria, oferecendo seus préstimos e completando que esse conselho é diferente dos outros, pois pensamos juntos, todos os problemas que a cidade precisa, como saúde, educação, obras, dentre outros, e que devemos dá atenção a isso com sensibilidade e percepção dos detalhes da nossa sociedade. Natália, representante, da Prefeitura, também disse está satisfeita em participar novamente do conselho, porque ficam sabendo do que o povo quer e precisa, e que apesar de demorar um pouco, tentam solucionar os problemas. Disse que a secretaria de obras, da qual faz parte, está sempre aberta para atender a todos.  Fausto agradeceu a todos, dizendo que cada cidadão, cada entidade aqui presente, luta pelo bem do município e dos munícipes, dedicando-se voluntariamente pelos deveres e direitos de todos.  Sobre o relatório, Rosângela disse só ter recebido duas correções no tempo estipulado, e com a conclusão de todos que foi aprovado, o encaminhará para publicação, e também  fará um resumo para enviar aos Conselhos, estadual e nacional. Com a palavra, Fausto falou da eleição e da importância dos cargos que por não serem remunerados, exigem que as pessoas tenham um trabalho humanitário, e ainda ter ficado muito honrado em ter estado presidente, abrindo espaço para quem quisesse se candidatar, aos cargos de: presidente, vice presidente, 1º e 2º secretários e 1º e 2º tesoureiros. Ele citou o nome da Maria José, que deveria ser  candidata a presidenta, por entender sua excelência em cargos voluntários e também  quando foi vereadora. A mesma disse está lisonjeada, mas sugeriu que abríssemos espaço para que os novos conselheiros se candidatassem. Todos os presentes concordaram com a citação de Fausto, dizendo que Maria José já é participante e enganjada nos trabalhos sociais, reforçando a sua importância, sendo eleita por unanimidade, como presidenta, (OAB). Como  vice presidenta, foi sugerida e aceita, Eliane Maria Ribeiro da Silva, (SINPAF); 1ª secretária: Rosângela Straliotto, (EMBRAPA); 2ª secretária; Natália de Almeida, (PMS); 1º tesoureiro: Carlos Fernando da cruz, (CDL) e 2º tesoureiro: Alessandro Clementino, (PMS). Fausto agradeceu e cumprimentou os eleitos, desejando um bom trabalho, e continuidade com realizações concretas para esse mandato. Passou a palavra para Aline, de São Miguel, que veio fazer um pedido ao conselho, sobre a barbaridade acontecida no final de semana no pedágio onde a Nova Dutra colocou uma cancela proibindo a passagem livre para o bairro, que antes era permitida a todos, e agora só com placas de Seropédica  e ou Paracambi. Trouxeram ainda um ofício da solicitação feita pelo Secretário Municipal de Serviços Públicos, Caio Ferreira Pereira. Aline disse já ter levado também  na Câmara dos Vereadores, e hoje aqui, para levarem  á autoridade cabível, em busca de solução. Outro morador do bairro, Roberto, disse que estão passando por cima de um decreto já existente. Disse ainda que os moradores não tem condições de fazer nada, sem direito de ir e vir. Não podem ir ao médico, abastecer seus carros, e muito menos ir a um banco, sem contar que a Ligth, o caminhão de gás, a companhia telefônica, entre outros, se recusam a entrar lá. Lembrou que faz parte desse conselho, uma associação de moradores do bairro, que não existe.  Maria José disse que ao mostrarem esse ofício á ela, achou que fosse uma montagem, pois um documento desse tipo com carimbo e tudo, é inacreditável. Disse ainda ter pensado que os equívocos tivessem acabados, mas pelo visto, continuam, já que as cabines foram aprovadas por um equívoco da câmara. Sugeriu ao presidente da câmara, Oscar Goulart, que peça uma audiência pública, para tratar desse assunto, e ele respondeu que as portas estarão sempre abertas. Alessandro leu o ofício do Caio, e disse que ele não fez o pedido da cancela, mas sim, o fechamento do acesso geral, e quem usou do pedido dele, para fazer outra coisa, foi a Nova Dutra. Dentre tantos questionamentos e discussões, decidiu-se fazermos uma reunião extra sobre o assunto, na quinta feira, dia 6 de junho, ás 9 horas, aqui n a câmara, com o secretário, Caio e o responsável da Nova Dutra, da qual Fausto enviará um ofício de convocação. Com a palavra, Sr José Azevedo falou ao presidente da câmara, sobre um abaixo assinado  protocolado na casa, pedindo que a Nova Dutra liberasse o acesso ao pedágio, do ônibus do Jardim Maracanã, que foi negado. A Real Rio já aumentou o valor da passagem por conta disso, mas continua reclamando muito dos buracos nas ruas. Quis saber da Natália, se as obras vão continuar e mais uma vez como fica a iluminação do bairro, pois para piorar aumentaram os assaltos, que agora são á luz do dia. Já cansaram de pedir uma cabine policial, e nada é resolvido. Oscar respondeu a ele, que a questão do ônibus do Jardim maracanã foi remediada, mas agora é o povo do INCRA que reclama, pois ficaram isolados sem ônibus, tendo que andar quilômetros e quilômetros á pé. Natália lhe respondeu que ainda não tem solução aos casos dele, pois os estudos estão em aberto com a Petrobrás. O Sr José disse que procura a Petrobrás, ela diz que é com a Prefeitura. Procura a Prefeitura, ela diz que é com a Petrobrás. Pediu ao Fausto que faça um ofício á prefeitura pedindo a relação das ruas que estão sendo asfaltadas no Jardim Maracanã. Fausto relembrou a reunião extra do dia 06/06/2013 ás 9hs, para tratar do assunto do pedágio do bairro São Miguel, e a ordinária para o dia 25/06/2013, ás nove horas, ambas na Câmara Municipal, e já com a nova diretoria. Sem mais assunto a tratar, encerrou-se essa reunião ás onze horas e cinqüenta e cinco minutos. Eu Maria Aparecida da Silva Flausino, secretária, lavrei e assinei essa ata, que deverá também ser assinada  pelo presidente, Fausto Fontanet Teixeira.

Seropédica 30 de maio de 2013

______________________________________________________________

Maria Aparecida da Silva Flausino

_____________________________________________________________

Fausto Fontanet Teixeira

 

Faça o seu comentário