Atendendo ao pedido da Secretaria de Agricultura, com o apoio da Federação da Agricultura do Estado do Rio de Janeiro – FAERJ, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA autorizou a prorrogação da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado.

A Prefeitura Municipal de Seropédica através da Secretaria de Ambiente e Agronegócio atendeu no mês de maio aproximadamente 70 pecuaristas, vacinando mais de 2300 bovinos e bubalinos até o momento.

Com a prorrogação da campanha de vacinação da febre aftosa contra bovinos e bubalinos até o dia 30 de junho de 2020, a Secretaria Municipal de Ambiente e Agronegócio pretende intensificar ações que ajude todos os pecuaristas a imunizar 100% do rebanho de bovinos e bubalinos do município de Seropédica.

Atenção pecuaristas!

Durante a pandemia, não deixe de cuidar da sanidade do seu rebanho, ressaltando que a vacinação do rebanho é uma obrigação prevista na legislação e cabe ao pecuarista cumprir esta etapa.

Confira os detalhes da prorrogação da vacinação contra a febre aftosa.

  • O pecuarista terá até o dia 30/06 para adquirir e aplicar a vacina;
  • E até o dia 10/07 para enviar sua Declaração de Vacinação, acompanhada da Nota Fiscal da compra da vacina;
  • Para comprovar a vacinação do seu rebanho, por email ou via WhatsApp, o pecuarista deverá digitalizar ou tirar uma foto do formulário de Declaração devidamente preenchida e da Nota fiscal e enviar para o número: (21) 98605-1198 ou email: [email protected];
  • Ou através dos números regionais – (24) 2251-5690 Três Rios / (22) 2731-5928 Campos / (22) 2551-1673 Cordeiro / (24) 2222-9883 Petrópolis / (22) 2789-1397 São Francisco do Itabapoana / (21) 2747-2185 Tanguá / (24) 2438-3331 Valença / (24) 3381-0776 Resende.

É importante informar que a Secretaria de Ambiente e Agronegócio do município de Seropédica disponibiliza o email: [email protected] e/ou telefone: (21)2682-2227, para atendimento, agendamento e recebimento de comprovante de vacinação dos bovinos e bubalinos, além de continuar com atendimento presencial reduzido, obedecendo a orientações e recomendações do Ministério da Saúde.

Faça o seu comentário