Projeto ‘Baixada Pra Cima!’ inicia atividades em Seropédica

 Nesta sexta-feira (15) a Prefeitura de Seropédica, a entidade italiana Comitato Internazionale per lo Sviluppo dei Popoli (Comitê Internacional para o Desenvolvimento dos Povos) – CISP e a ONG brasileira Se Essa Rua Fosse Minha (SER) receberam no auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) moradores do bairro Campo Lindo que se inscreveram para participarem como pesquisadores do projeto ‘Baixada Pra Cima!’, que é patrocinado pela União Europeia. Representaram o prefeito Alcir Martinazzo, a secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos Neuza Cezário e o subsecretário de Direitos Humanos Jorge Moreira, o evento também contou com a participação do subsecretário de Trabalho e Emprego Cláudio Fernandes.

O projeto ‘Baixada Pra Cima!’ tem a expectativa de reforçar o protagonismo dos jovens seropedicenses no que diz respeito às ações de Assistência Social e aperfeiçoamento das políticas sociais. Queremos auxiliar o poder público como uma ferramenta de aperfeiçoamento para a formulação de políticas, disse Bernard Brito, coordenador científico do Observatório Social Intermunicipal.

A iniciativa tem apoio das instituições Regione Marche e Casa da Cultura, e seu objetivo é criar uma metodologia de integração da população, sobretudo dos jovens, com as políticas públicas direcionadas à área social, fazendo com que todos, tanto voluntários pesquisadores quanto a população de maneira geral, tenham a exata noção dos benefícios aos quais têm direito e das características necessárias ao cidadão para ter direito a esses benefícios.

 Estamos buscando definir os perfis socioeconômicos dos moradores do bairro, faremos isso também em outras localidades. Esta ação visa controlar e organizar o acesso a programas sociais em Seropédica, dessa maneira evitaremos fraudes e beneficiaremos o cidadão que realmente necessita do benefício social, seja qual for. As medidas que serão tomadas após o término das pesquisas visam fortalecer o Sistema Único de Assistência Social (Suas), que é o modelo de gestão operacional das ações de Assistência Social no Brasil”, explica o prefeito Martinazzo.

Os voluntários do projeto realizarão pesquisas de campo em dois turnos, que visam aprofundar os conhecimentos socioeconômicos a respeito da região, além de demonstrar aos próprios jovens e à população em geral, quais são as ferramentas necessárias ao correto exercício da cidadania, o foco é que todos, juntos, façam um mapeamento socioeconômico e cultural do bairro. Ao todo, serão 4 meses de trabalho e cada pesquisador receberá um certificado de participação, além de uma bolsa-auxílio.

Junto com as instituições que coordenam o projeto poderemos fazer um ótimo trabalho, mais do que um projeto, o ‘Baixada Pra Cima!’ é um investimento em nossos jovens, que receberão uma bolsa-auxílio como forma de pagamento pela realização das pesquisas. A Prefeitura e as demais entidades buscam implantar uma espécie de observatório social do município. Outro fator interessante é que ofereceremos através do projeto, de forma gratuita, diversas oficinas culturais direcionadas à população, além de cursos na área de Gestão Pública, que têm como público-alvo pessoas que trabalham nas instituições públicas municipais, sobretudo na SMASDH”, afirma a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos Neuza Cezário.

baixada2 baixada6