A Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Sonia Ferreira Xavier Grégio e a Diretora de Proteção Social Básica Especial, Enilda Maria Nazza da Silva, fizeram uma linda homenagem para as Assistentes Sociais pela passagem de seu dia.

O evento foi realizado nesta quinta-feira (16) com coffee break, no auditório da Assistência Social no km 40. A Secretária de Assistência Social, Sonia Grégio disse: “A importância da Assistente Social é muita, sem vocês a nossa secretaria não iria se desenvolver. Apesar das dificuldades que temos dentro da assistência, vocês sempre buscaram dar o melhor de si, procurando sempre estar ajudando em tudo, principalmente na busca e cadastro das famílias. Percebemos que vocês precisavam ser homenageadas de alguma forma. Fizemos esta homenagem para falar a vocês de quanto são importantes para o nosso município, só tenho de parabenizar e agradecer”. Destaca Sonia.

A Diretora de proteção Social, Enilda Maria, que é deficiente visual, leu uma homenagem em braile que emocionou a todos: “Ser Assistente Social e ter um desafio dia a dia, é um trabalho árduo, com muito comprometimento. A nossa luta é constante, devido aos problemas que encontramos no meio do caminho, sempre procuramos trabalhar com amor, encontramos muitos obstáculos em nossa caminhada. Mas são esses obstáculos que fazem que crescemos como pessoa, como profissional, só assim conseguiremos desempenhar um bom trabalho, e fazermos a diferença para às pessoas que precisam de nós. Parabéns a todos”. Enilda é Assistente Social e tem duas Pós-Graduação em Família e Gestão Social.

Origem do dia do Assistente Social

O mês de maio traz data muito especial para os Assistentes Sociais: o dia 15, quando se comemora o seu dia e marca a profissão desde o seu nascimento.

Em 15 de maio de 1891, o Papa Leão XIII publicava a Encíclica “Rerum Novarum”, apresentada ao mundo católico os fundamentos e as diretrizes da Doutrina Social da Igreja. Era a primeira Encíclica Social já escrita por um Papa e, arcava o posicionamento da Igreja frente aos Graves problemas sociais que dominavam as sociedades europeias.

Para os assistentes sociais europeus, a Encíclica publicada naquele dia 15 de maio, trazia um conteúdo muito especial. Atônitos frente à complexidade dos problemas existentes e teoricamente fragilizados em consequência de sua formação ainda bastante precária, aqueles profissionais assumiam o documento e os ensinamentos ali contidos, como base fundamental de seu trabalho.

E desse modo se aproximavam cada vez mais da Igreja Católica europeia que. por sua vez, assumia progressivamente a sua liderança sobre o enfoque das práticas sociais daqueles profissionais. No Brasil, o Serviço Social foi criado em 1936, a partir das iniciativas dos grandes líderes da Igreja Católica no País, inspirados na Doutrina Social da Igreja então enriquecida por uma nova Encíclica Social: a “Quadragésimo Ano” redigida pelo Papa Pio XI e publicada no dia 15 de maio de 1931 em comemoração aos quarenta anos da Rerum Novarum.

 

Faça o seu comentário