No dia em que o estado atingiu a marca de três mil mortos por coronavírus, na última quarta-feira (20), o governador do Rio, Wilson Witzel, afirmou que prevê o retorno gradual da retomada da atividade econômica a partir de junho.

Ainda segundo Witzel, de acordo com os dados que tem atualmente, ele espera uma retomada “quase plena” da economia em agosto.

“Pelo aumento das contaminações, eu acredito que nós vamos ter uma parede imunológica que vai nos permitir pelo mês de agosto uma quase que plena retomada da economia, mas isso é uma avaliação que eu faço em cima dos dados de hoje. Isso pode até ser contestado, o doutor Ferry (secretário de Saúde) pode avaliar, mas eu estou trabalhando inclusive para crise econômica e para as finanças do estado com uma retomada gradual da nossa atividade econômica a partir do mês de junho. Espero eu que a partir do dia 1° de junho nós já possamos pensar em algumas mudanças”

Witzel ressaltou que a análise dele é feita com dados atuais e que a flexibilização ou endurecimento do isolamento social devem ser pensados semana após semana.

“O isolamento social é uma avaliação que a gente tem que fazer semanal. A cada movimento semanal da curva (de contágio), nós temos que estudar o que vai acontecer”.

O governador voltou a dizer que recomendou aos prefeitos a adoção de lockdown de acordo com a realidade de cada município.

“Esse planejamento de abertura, de fechamento em relação a cada município ou regiões da cidade do Rio de Janeiro tem que continuar. Cada região do município do Rio pode ser mais restrito o isolamento e outras menos restrito”.

Segundo Witzel, na Zona Oeste da capital e na Baixada Fluminense há um “problema grave”.

Fonte: G1

Faça o seu comentário