Neste domingo 31 de julho, equipes da Secretaria de Serviços Públicos da Prefeitura de Seropédica estão finalizando a Pavimentação com Blocos Intertravados da Rua Luiz Antônio de Brito Cavalcante, sendo a primeira rua da Comunidade Vila Real no Bairro Santa Sofia a ser Drenada e Pavimentada.

O Pavimento intertravado é composto por blocos pré-fabricados é uma excelente solução para a pavimentação de espaços públicos como calçadas, ciclovias, praças e áreas de garagem, devido aos benefícios que apresenta com relação aos tradicionais, asfáltico ou em concreto comum.

Os bloquetes de concreto são travados entre si, como um quebra-cabeça, e unidos por areia fina ou pó de pedra. As vantagens do pavimento intertravado, também conhecido como paver, vão desde a execução até a manutenção da área onde são instalados. Além disso, é uma solução segura, confortável, e ecologicamente correta.

O Secretário de Serviços Públicos, Patrick Figueira destacou várias outras ruas estão sendo Pavimentadas com Blocos Intertravados, e garantiu que para os procedimentos de manutenção, o piso intertravado de concreto possibilita remoção parcial ou total do pavimento com facilidade, e o reaproveitamento das peças, sem perdas ou quebras, minimizando a geração de resíduos.

Os serviços estão sendo Coordenados pelo Diretor de Serviços Públicos, Wellington Alexandre, que pretende entregar o serviço de pavimentação pronto até a próxima terça-feira (2/08). “Este é mais um benefício entregue aos moradores de Seropédica a pedido do Prefeito Professor Lucas”.

Vila Real primeira Comunidade de Seropédica a ter regularização Fundiária

A Comunidade da Vila Real do Bairro Santa Sofia é a primeira localidade a ter a Regularização Fundiária realizada pelas Secretarias de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, com apoio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos e a Secretaria de Educação.

A Regularização Fundiária é o conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais que visam à regularização de assentamentos irregulares e à titulação de seus ocupantes, de modo a garantir o direito social à moradia.