Mapa da Secretaria Estadual de Saúde indica que quase 20 municípios do estado estão em bandeira roxa, considerado risco ‘muito alto’

Mapa de 26/3 mostra três regiões em risco muito alto

O estado do Rio nunca viveu momento tão crítico desde o início da pandemia. É o que aponta o mais recente mapa de risco da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado na última sexta-feira (26). Segundo o painel indicador, três das nove regiões do estado entraram em cor roxa, que significa ‘risco muito alto’. Metropolitana, Centro-Sul e Baixada Litorânea, estão na escala mais grave.
 
Na Região Metropolitana, Rio, Duque de Caxias, Caxias, São João de Meriti, Belford Roxo, Nova Iguaçu, Queimados, Japeri, Seropédica, Itaguaí, Paracambi, Itaboraí estão em risco ‘muito alto’, segundo o mapa da Secretaria Estadual de Saúde. Na região Centro-Sul, Mendes, Paty dos Alfares, Paraíba do Sul, Três Rios e Sapucaia. Na Baixada Litorânea, que engloba Região dos Lagos e parte do Norte Fluminense, Araruama, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Búzios, Rio das Ostras e Macaé.
 
O cenário piorou muito em menos de um mês. Na atualização do dia 12 de março, nenhuma região do estado estava em risco muito alto. No máximo, risco alto. Na atualização do dia 18, a região Centro-Sul passou a ser a única em risco muito alto. Agora, outras duas saíram da cor vermelha para roxa, e outras quatro da cor laranja para a vermelha – risco ‘alto’. Agora, só a Região Serrana está em risco moderado, de cor laranja.
 
Mapa de 26/3 mostra três regiões em risco muito alto - DIVULGAÇÃO SES
Mapa de 26/3 mostra três regiões em risco muito alto