Região de Bangu, Gericinó, Padre Miguel e Senador Camará é a primeira em roubos de carros no Rio

0
39

A Rocinha é a área onde menos aconteceu essa modalidade de crime nos dois últimos anos

Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que a região dos bairros BanguGericinóPadre Miguel Senador Camará é a com maior número de roubos de carro na cidade do Rio de Janeiro durante os dois últimos anos. Foram 674 crimes este ano e 764 em 2021. De todas as áreas analisadas, a Rocinha é onde menos aconteceu essa modalidade criminosa. Nenhum veículo foi roubado por lá este ano e dois no ano passado.

Dados do ISP, comparando os oito primeiros meses de 2021 com os oito primeiros meses de 2022

“Meu carro foi roubado em Senador Camará no ano passado. Fui abordado por outro veículo, me fecharam e me mandaram sair do meu carro. Levaram com todos os meus pertences e fiquei na rua”, lembra o contador Vinícius Costa.

Com um aumento de 106% em relação aos roubos de carros no período observado, a área que corresponde a BenficaBonsucessoHigienópolisManguinhosMaré Ramos, também chama a atenção.

No início do último mês de setembro, a Polícia Civil do Rio de Janeiro anunciou que vai investigar quem são os receptadores de carros de luxo e de peças de carros populares roubados e furtados por um grupo criminoso de Bangu. Mais de 200 policiais participaram da Operação Barreira Negra para combater a quadrilha que é especializada em roubos, receptação e adulteração de veículos. O objetivo era cumprir 13 mandados de prisão e 39 de busca e apreensão. Três pessoas foram presas.

Ao longo de dois anos de investigação, a Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) descobriu que a quadrilha é envolvida com o tráfico de drogas. Eles cometiam os roubos e levavam os veículos para as comunidades em que atuam: Coreia, Vila Aliança, Rebu, Sapo e Cavalo de Aço, na Zona Oeste.

Fonte: Diário do Rio