Polícia Civil investiga assassinato de Wilson Moisés, ex-presidente da Vila Isabel

0
122

O homem foi morto a tiros na noite deste domingo enquanto ia para a quadra da Portela com sua mulher

O ex-presidente da Unidos de Vila Isabel, Wilson Vieira Alves, o Moisés, foi morto a tiros na noite de domingo (25), na Avenida das Américas, próximo do shopping Rio Design Barra, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

O ex-dirigente estava indo para quadra da Portela com sua mulher, Shayene Cesário, que é musa da agremiação, no momento em que foi assassinado.

De acordo com a PM, equipes do 31° BPM (Barra da Tijuca) fizeram o isolamento do local e Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada.
 
A Polícia Civil informou que a perícia foi feita no local e diligências estão em andamento para apurar a autoria e a motivação do crime. 
 
Durante a eliminatória do samba-enredo da Portela neste domingo, a morte de Moisés foi anunciada pelo locutor na quadra e foi pedido um minuto de silêncio.
 
Há cerca de um mês, Wilson e Shayene comemoraram 10 anos juntos. Ele deixa a mulher e dois filhos, sendo uma de 9 anos.
Wilson Moisés chegou à Vila Isabel em 2004 e pela azul e branca foi campeão do Grupo Especial em 2006. Depois, o seu filho Wilsinho Alves assumiu a presidência da escola.

Moisés já foi preso em 2010, na Operação Alvará da Polícia Federal, que fazia investigações sobre a máfia dos caça-níqueis e bicheiros, mas foi solto em 2012.

 
Despedida de Moisés
 
Nas redes sociais, escolas de samba publicaram notas de pesar lamentando a partida do ex-presidente da Vila Isabel.
Veja:
 
 
A Unidos de Vila Isabel ainda não fez um pronunciamento oficial sobre a morte.
 
Fonte: O DIA