Corpos de vítimas já estão no Instituto Médico Legal de Belo Horizonte, mas ainda não são liberados para o reconhecimento.

Parentes foram ao Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte, neste sábado (26), à procura de notícias de desaparecidos após o rompimento da Barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho, na Grande BH.

https://youtu.be/w39oqigDjCQ

A manhã foi movimentada no IML, no bairro Gameleira, na Região Oeste da capital mineira, e dezenas de pessoas compareceram ao local. Há nove mortes confirmadas e todos os corpos serão levados ao IML de BH.

Às 9h, parentes que foram ao IML saíram do local sem qualquer tipo de notícia. Os corpos ainda não estão liberados para reconhecimento, e os familiares foram direcionados à Academia de Polícia Civil (Acadepol), no mesmo bairro. Na Acadepol, eles fizeram um cadastro com as informações pessoais e os dados do desaparecido.

Todos esses parentes, agora, precisam aguardar notícias. Os contatos serão feitos pela Polícia Civil após a confirmação da identidade dos corpos.

Fábio é tio de um desaparecido em Brumadinho e aguarda notícias — Foto: Guilherme Frossard

Fábio é tio de um desaparecido em Brumadinho e aguarda notícias — Foto: Guilherme Frossard

“Estamos em busca de notícias do meu sobrinho, que trabalha lá. Estamos sem contato nenhum desde ontem [sexta-feira], desde a hora do acidente. Ele estava no refeitório, o amigo dele disse que tinha visto ele no refeitório poucos minutos antes. O amigo dele saiu, e ele ficou no refeitório, almoçando”.