Cezar Marendaz, fiscal de Meio Ambiente da prefeitura de Japeri, foi morto a tiros quando se encaminhava para ação de combate a crimes ambientais, na manhã desta quarta-feira (07), no centro da cidade, situada na Baixada Fluminense. Outro fiscal estava no carro na hora da ação criminosa, mas nada sofreu. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, da Polícia Civil, está com a investigação. O clima é de revolta e muito medo entre os fiscais das pastas ambientais do Grande Rio. Muitos conheciam Cezar, que tinha 56 anos e deixa esposa e duas filhas.

Tido como um profundo conhecedor dos territórios da Baixada Fluminense, Cezar estava num carro de fiscalização que foi alvejado por mais de dez disparos. Procurado por ((o))eco, o secretário de Meio Ambiente de Japeri, Weslley Pinto da Silva, disse que estava com pressão alta e precisou de atendimento hospitalar, e ainda não se pronunciou  sobre o caso.

 

“A rotina dos fiscais na Baixada Fluminense infelizmente é de medo. Estamos todos arrasados, acuados, amedrontados. Muitos se conhecem de reuniões e seminários, e o Cezar era muito atuante, profundo conhecedor dos territórios”, disse um fiscal de município do Rio que preferiu não se identificar.

Fonte: https://www.oeco.org.br/