Ontem, por volta de 11 horas da manhã na BR 101, em Joinville, policiais rodoviários federais abordaram uma BMW de Palhoça. O condutor (30 anos) José Guilherme Cardoso Moraes, mostrou-se extremamente nervoso ao ser abordado, motivo pelo qual a equipe passou a verificar o interior do veículo.

No porta malas da BMW foram localizados aproximadamente 81 kg de maconha distribuídas em 4 fardos. O motorista disse que teria comprado a carga na região de Foz do Iguaçu/PR e que estaria levando para Palhoça/SC. Relatou ainda que pela carga pagou R$ 12.000,00 (doze mil reais) em espécie.

Para os agentes da PRF José disse que trabalha com o deputado estadual Nazareno Martins, pai do prefeito de Palhoça, Camilo Martins.

O preso é filho do vereador Moraes também de Palhoça.

No interior do veículo foi localizada uma bolsa com roupas e documentos pessoais de outro homem, o qual segundo o motorista, seguia à frente em outro veículo modelo sedam, cor branca. A partir das informações sobre o veículo batedor, os policiais realizaram rondas nas proximidades, localizando um homem juntamente com um automóvel Elantra, branco, de Palhoça, estacionado no pátio de um supermercado, próximo da unidade policial.

Segundo o motorista do Elantra, Aleksandro Tkaczuk de fato ele viajava juntamente com o motorista da BMW, servindo como batedor da carga de maconha encontrada no porta malas. Informou ainda que mora em Santa Maria do Oeste/PR, e que já realizou serviço de batedor de drogas para o motorista da BMW em outras oportunidades.

O motorista da BMW portava três cartões de alimentação de funcionários de uma empresa de prestação de serviços de Florianópolis que trabalham na assembleia legislativa de Santa Catarina, as despesas da dupla foram pagas com esses cartões.

Os policiais prenderam em flagrante os dois motoristas e os conduziu para a delegacia da Polícia Civil de Joinville com os dois veículos.

Fonte: OISC