O Comando Conjunto, em apoio à Secretaria de Estado de Segurança, deflagrou, nesta noite (18 de maio), operação nas comunidades do Bateau Mouche, Caixa D’Água, Chacrinha, Mato Alto, Barão (José Operário), Covanca e Pendura-Saia, todas na região da Praça Seca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A ação envolve cerco, estabilização dinâmica da área e remoção de barricadas. Revistas seletivas de pessoas e veículos também são realizadas.

A Polícia Militar bloqueia vias de acesso às comunidades e apoia as ações de estabilização dinâmica.

A Polícia Civil realiza a checagem de antecedentes criminais e cumprirá mandados judiciais, condicionada às restrições constitucionais à inviolabilidade do lar.

São empregados 2.800 militares das Forças Armadas, 300 policiais militares e 240 policiais civis, com apoio de meios blindados, aeronaves e equipamentos pesados de engenharia. Algumas vias na região poderão ser interditadas e setores do espaço aéreo poderão ser controlados, oportunamente, com restrições dinâmicas para aeronaves civis. Não há interferência nas operações dos aeroportos.

Esta operação foi deflagrada no contexto das medidas implementadas pela Intervenção Federal na Segurança Pública.

Serão beneficiadas com esta operação, direta e indiretamente, cerca de 150 mil moradores das áreas abrangidas pelas ações.

Para informações adicionais entrar em contato com a Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Leste por meio do e-mail: imprensa@cml.eb.mil.br e pelos telefones (21) 2519-5208 ou (21) 99206-6831.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO COMANDO CONJUNTO