Aos prantos, motorista se apresenta à Polícia e conta detalhes do acidente com ônibus que caiu de viaduto e matou 19 pessoas

0
227

A última sexta-feira, dia 04 de dezembro, foi um dos dias mais trágicos do ano de 2020 nas rodovias do Brasil, quando um ônibus de turismo da empresa Localima, caiu de um viaduto deixando dezenas de mortos e feridos.

O acidente aconteceu no Km 350 da BR-381, em João Monlevade, em Minas Gerais, quando o motorista perdeu a direção e o veículo acabou caindo de cima do viaduto conhecido como “Ponte Torta”, por volta das 13h30 da trágica sexta-feira.

No início da tarde desta segunda-feira, dia 07, o motorista Luiz Viana de Lima, que segundo testemunhas, pulou do ônibus e fugiu do local, se apresentou à Polícia Civil para depor sobre a tragédia que levou 19 pessoas ao óbito.

Ônibus que caiu de viaduto em João Monlevade foi retirado da linha férrea neste sábado (5) — Foto: Pedro Chimicatti/G1

Luiz estava sendo procurado pela polícia desta o dia do acidente, porém não era considerado pela justiça como foragido por não haver contra ele nenhum mandado de prisão.

Uma representante da empresa Localima, responsável pelo ônibus, também se apresentou à delegacia de João Monlevade para prestar esclarecimentos para a polícia.

O delegado da Polícia Civil, Dr. Paulo Tavares, que está à frente do caso contou que o motorista estava abalado e chorava o tempo todo:

“Segundo ele, houve uma falha técnica com o veículo e afirmou que o ônibus voltou de marcha ré e que houve um problema no freio do veículo. Ele chorou o tempo todo”.

Luiz Viana, foi liberado após depoimento, delegado disse que não há nada que justifique sua prisão.

 

Vítimas que morreram em acidente no viaduto 'Ponte Torta', em João Monlevade (MG) — Foto: Arte/G1

O caso repercutiu nos quatro cantos do Brasil e gerou grande comoção. Os familiares das 19 vítimas deixamos nossas condolências e que estas 19 almas possam descansar em paz.

Fonte: Noticializando