Acidentes de trabalho mataram 63 pessoas em Mato Grosso do Sul no ano passado

0
46

Técnico de enfermagem é a profissão com mais casos de acidentes laborais

No ano passado, Mato Grosso do Sul registrou 63 mortes por acidentes de trabalho, um aumento de 27% em relação a 2020, quando foram notificados 46 óbitos. 

De acordo divulgados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT/MS), além das mortes, também houve aumento no número de acidentes laborais.

Foram 7.841 notificações em 2021, contra 7.052 em 2020, o que representa aceleração e 10%.

As cinco profissões com mais casos de acidentes de trabalho em Mato Grosso do Sul foram: técnico de enfermagem (582), alimentador de linha de produção (454), faxineiro (320), trabalhador agropecuário em geral (285) e motorista de caminhão (276).

O afastamento por doenças ocupacionais também são classificados como acidentes de trabalho e entram na estatística.

Com relação apenas à doenças, os casos aumentaram 13%, saindo de 327 em 2020 para 382 em 2021.

Em todo o Brasil, de 2012 a 2020, 21.467 trabalhadores sofreram acidentes fatais no Brasil, com uma taxa de mortalidade de seis óbitos a cada 100 mil vínculos de emprego no mercado de trabalho formal.

De acordo com dados do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho (SmartLab), os acidentes de trabalho impactam diretamente nas despesas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em 2020, os gastos previdenciários com auxílio-doença foram de R$ 17,5 bilhões. 

Já os gastos previdenciários com aposentadorias por invalidez totalizaram R$ 68,5 bilhões.

Abril Verde

O mês de abril concentra duas datas importantes sobre o tema acidentes de trabalho: os dias mundiais da Saúde (7/4) e o em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho (28/4). 

Desta forma, durante o mês serão realizadas campanhas de conscientização sobre o tema.

“Todo acidente de trabalho deve ser notificado. O trabalhador não é invisível”, é o mote da campanha Abril Verde do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Neste ano, a iniciativa busca promover o fortalecimento da saúde do trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS) e sensibilizar empregadores sobre a importância da emissão de comunicações de acidentes de trabalho (CATs) e no Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan).

Em Mato Grosso do Sul, em campanha educativa, motoristas profissionais e demais usuários da BR-163 são orientados a investirem na proteção à saúde e à segurança.

Além disso, ao longo do mês, a fachada das três unidades do MPT, em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas, terá iluminação verde, no intuito de reafirmar a luta por ambientes laborais mais seguros e hígidos, com foco na adoção de medidas preventivas para afastar acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

Também deverão aderir à iluminação na cor verde a Assembleia Legislativa, o Tribunal de Justiça, o Tribunal Regional do Trabalho e a Prefeitura Municipal de Três Lagoas.

O movimento também ganha reforço com mensagens adesivadas em ônibus e em outdoors situados nas ruas e avenidas movimentadas de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Bataguassu, com o slogan “Prevenção é fundamental. Proteja-se sempre. Confira se a sua empresa fornece equipamentos de segurança para todos. Todo acidente de trabalho deve ser notificado. O trabalhador não é invisível”.

Fonte: Correio do Estado